Por Jornal Santuário Em Notícias

Santuário Nacional recebe Romaria dos Profissionais do Turismo

O número de turistas que encontram na fé a motivação de suas viagens cresce a cada ano. No Brasil, a Pastoral do Turismo, desde 2004, teve muitos desafios, mas amadurece a cada dia e exerce um papel fundamental de evangelização com novos métodos, com pessoas envolvidas na prática do turismo, tanto aquelas que se deslocam pelos mais variados motivos como as que estão envolvidas em todo o processo, contribuindo para que, ao regressarem aos seus lares, possam inserir-se na comunidade local, assumindo um compromisso concreto e visando a transformação e construção de uma sociedade justa e solidária.

 

Foto de: Eduardo Gois / JS

Romaria Profissionais do Turismo_1 - Foto Eduardo Gois JS

A diversidade cultural aparece como fato positivo nesse contexto, uma vez que as viagens tornam-se oportunidades que favorecem o encontro, o diálogo, a tolerância, o respeito e a mútua compreensão. O desafio principal da Igreja é fazer com que entendam que Pastoral do Turismo não significa simplesmente fazer turismo, viajar ou passear. É, na sua compreensão original, ter pessoas preparadas nos lugares de turismo, para que façam um trabalho evangelizador, pois é mais que oferecer um bom cardápio, um bom hotel, não somente oferecer uma infraestrutura. É fazer um trabalho de acolhimento.

Debatendo o turismo religioso

Em comemoração ao Dia Mundial do Turismo, no último dia 27 de setembro, o Santuário Nacional de Aparecida recebeu a 1º Romaria dos profissionais do turismo. O evento organizado pela Confederação Nacional do Turismo e a Associação dos Guias do Circuito Turístico Religioso (AGCTUR), contou com a presença do arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, scj. Ele proferiu a palestra que deu tema ao encontro: A Dimensão evangelizadora do turismo religioso no Brasil.

Durante o evento, ele ressaltou sobre a verdadeira comunhão entre turistas, profissionais e Igreja, contextualizou o mundo do turismo, evidenciou o Documento de Aparecida como um apelo aos discípulos missionários, afirmou o turismo como um grande desafio para os leigos e dialogou com cerca de 50 participantes de todo o país.

Foto de: Eduardo Gois / JS

Romaria Profissionais do Turismo_2 - Foto Eduardo Gois JS

Profissionais da área tiveram oportunidade de expor
realidades diferentes e dialogar sobre a prática diária
do turismo religioso

Ao longo do evento, houve palestras e debates destinados a guias turísticos, agentes, transportadores e operadores do setor. 

A guia de turismo, Patrícia Correa, é a associada a AGCTUR e trabalha diretamente com pessoas que buscam peregrinações como forma de turismo. Ela atua principalmente no Santuário Nacional de Aparecida e em roteiros religiosos no Vale do Paraíba. “É fundamental viver a espiritualidade do local, muitas vezes o guia não tem o cuidado. Todas as palestras agregaram novos aprendizados para a nossa profissão”, ressaltou a profissional que fez questão de dar o seu depoimento.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.