Por Deniele Simões Em Notícias

Santuários aproximam fiéis do verdadeiro sentido do Natal

Os santuários católicos são templos de peregrinação que recebem milhares de fiéis todos os meses. No período do Natal, a movimentação é ainda maior e muitas pessoas aproveitam o momento para celebrar a data em meio a uma experiência mística de encontro com Deus.

Foto de: Santuário Divino Pai Eterno

natal_nos_santuarios_5

Chegada do Menino Jesus recorda Deus que assume
natureza, humana, esvazia-se da condição divina e
morre pregado na Cruz por amor à humanidade,
em fidelidade ao projeto de Salvação

Em Aparecida, o Santuário Nacional costuma receber um grande número de peregrinos, que visitam a casa da Mãe para estarem mais próximos de Deus e renovarem a fé em Jesus Cristo, por intercessão de Maria. É o caso da família Mascarenhas, de São Paulo (SP), que celebrará a data na Casa da Mãe.

O inspetor de alunos Giuvan Gonçalves Mascarenhas e a aposentada Nadir Francisca da Cruz Mascarenhas estarão no Santuário juntamente com a filha Mariana, que sugeriu o passeio. “Não temos uma programação totalmente definida, mas o que mais queremos é participar da celebração eucarística na noite da véspera de Natal, no Santuário, a qual tenho a certeza que será emocionante e iluminada”, conta Giuvan.

Em seguida, a família participará de uma ceia natalina em um hotel. No dia de Natal, a ideia é fazer um passeio pela cidade e retornar a São Paulo no dia 26.

O reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida salienta que o Natal é um período que mexe muito com as pessoas. “É a festa do nascimento, da alegria e muitas pessoas sentem-se tocadas pela singeleza do menino que nasceu na manjedoura, do Deus que vem ao nosso encontro, na nossa simplicidade”, diz.

De acordo com ele, muitos identificam-se com essa realidade, justamente pelo fato de o Natal ser um momento especial de encontro com a vida. “É a festa da vida que Deus quis plantar no nosso meio”, acrescenta.

Padre João Batista ressalta tratar-se também de um período de abertura de coração entre as pessoas. Tanto que, além do número de visitas, há mais procura pelo Sacramento da Reconciliação nessa época.

Foto de: Deniele Simões/JS

natal_nos_santuarios_1

Padre João Batista: “Sejamos solidários
uns aos outros, porque o Natal traz a
certeza da presença de Deus em nosso
meio e, quem tem Deus, tem a esperança
e a vida plena”

Nadir concorda com o missionário redentorista e reforça que o fato de a cidade ter sido o cenário de um milagre tão grande, como a aparição da Imagem de Nossa Senhora, e reunir devotos de todo o Brasil o ano inteiro para pedir e agradecer, torna o clima ainda mais propício.

“Acredito que passar o Natal em Aparecida me proporcionará um momento de maior proximidade e entrega a Deus, renovando minha fé para começar o ano de 2016 ainda mais motivada, ciente de que Jesus está sempre em meu coração me guiando para o que vier”, salienta.

Para Giuvan, celebrar a data no Santuário deve ser uma experiência única e gratificante. “Terei a oportunidade de fazer uma maior reflexão do ano de 2015 de modo mais aprofundado, vivendo o silêncio e a tranquilidade que a Casa da Mãe nos permite desfrutar, sentindo-a falar diretamente em meu coração, permitindo que eu saia daí mais fortalecido e renovado para viver o ano de 2016 com toda a sua proteção e bênção de Deus”.

No final do ano, é visível também um grande número de pessoas que recorrem ao Santuário Nacional para uma visita, visando à preparação para a celebração do Natal em suas comunidades de origem. É comum também a presença daqueles que não cultivam tanto a espiritualidade durante o ano, mas querem estar mais perto de Deus por serem tocados pelo nascimento de Cristo.

“De fato, nós recebemos pessoas de todos os tipos e com todas as expectativas e, para todos, o Santuário quer mostrar que uma luz brilhou para nós, que temos um Salvador e que não estamos sozinhos no mundo, pois Deus está conosco”, explica o reitor do Santuário. 

Tempo de esperança e solidariedade

O reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), missionário redentorista padre Edinisio Pereira, lembra que o Natal é uma festa de esperança para o povo cristão. “É o próprio Deus que, em seu Filho Jesus, assume nossa natureza humana para nos redimir, nos resgatar de nossa condição frágil, limitada, pecadora, nesta vida, para nos conduzir à vida plena, total, eterna, ressuscitada”, assegura.

Ainda de acordo com padre Edinisio, o Natal é a certeza de que, ao criar o ser humano à Sua imagem e semelhança no amor, Deus não abandona nem deixa de amá-lo.

Foto de: Arquivo Pessoal

natal_nos_santuarios_2

Giuvan e Nadir Mascarenhas vão celebrar
Natalna Casa da Mãe para agradecer bênçãos
e renovar esperanças do novo ano

Segundo o reitor do santuário goiano, a data é marcada por muita solidariedade por recordar o maior gesto de amor fraterno que alguém poderia dar, quando Jesus assume a natureza, humana, esvazia-se da condição divina e morre pregado na Cruz por amor à humanidade, em fidelidade ao projeto de Salvação, recebido do Pai Eterno, para a pessoa humana.

Nesse sentido, padre João Batista lembra que que o Natal é ogrande gesto solidário de um Deus que quer partilhar a sua natureza com a humanidade, na pessoa de Jesus, e também o seu jeito de ser, na ação de Jesus.

Por isso, é preciso que as pessoas aproveitem a época para praticar a solidariedade, sobretudo nesse período de turbulência pelo qual o Brasil está passando. “No que nós pudermos, sejamos solidários uns aos outros, porque tudo isso vai passar, com certeza, porque o Natal traz para nós essa certeza da presença de Deus em nosso meio e, quem tem Deus, tem a esperança e a vida plena”, conclui João Batista.

Tempo de novena  

Foto de: Santuário Divino Pai Eterno

natal_santuarios_3

Presépio montado no interior da Basílica marca centralidade da fé dos fiéis em Trindade, no período 
entre Advento e Natal

 

A preparação para o Natal deste ano tem um significado especial para o Santuário Nacional. É que, pela primeira vez, a Novena de Natal será realizada de modo solene.

 

De acordo com o padre João Batista, a Novena foi idealizada, sobretudo, para atender a Família Campanha dos Devotos e as pessoas que não podem estar presentes no Santuário nos nove dias que antecedem o Natal.

A Novena teve início no dia 16 de dezembro e prossegue até o dia 24. As celebrações acontecem sempre das 11h30 ao meio dia e os fiéis podem acompanhar por meio de um livro especial, que foi distribuído aos membros da Campanha dos Devotos e também comercializado dentro do Santuário.

Foto de: Deniele Simões/JS

natal_nos_santuarios_4

Padre Domingos: “O sentido do Natal,para
nós, é Jesus, que se encarna e vem fazer
uma experiência entre nós, como Salvador”

O texto começa com a oração do Angelus, que é justamente o momento em que Maria recebe a notícia de que foi a escolhida para ser a mãe de Jesus.

Ao longo dos nove dias, a liturgia aborda várias situações que envolvem a chegada do Messias e o mistério da Encarnação de Deus entre os homens, encerrando com a Consagração a Nossa Senhora Aparecida, Mãe de Deus e nossa. 

Trindade

 

 

O reitor do Santuário do Divino Pai Eterno, em Trindade, padre Edinisio Pereira, salienta que a Novena de Natal acontece durante o tempo do Advento e prepara os fiéis para viverem intensamente o nascimento do Filho de Deus.

Além da programação própria do Advento, no Santuário em Trindade os missionários rezam com os fiéis às 18h30, às vésperas da Liturgia da Horas e, entre os dias 16 e 24 de dezembro também promovem uma novena natalina, denominada Novena do Natal em Família.

Tudo pronto para as celebrações 

Os santuários de Aparecida e do Divino Pai Eterno estão com tudo pronto para receber os fiéis no período natalino.

Foto de: Santuário Divino Pai Eterno

natal_nos_santuarios_3

Padre Edinisio: “O importante, para
nós, é que os devotos do Pai Eterno
encontrem um ambiente fraterno,
solidário, constantemente em oração,
bem ao estilo da proposta cristã para
o Natal”

Em Trindade, todos os anos as equipes preparam um presépio no interior da Basílica, onde o Povo de Deus tem a oportunidade de fazer suas orações. “O Santuário é decorado com elementos que lembram as personagens descritas pela Bíblia quando do Nascimento de Jesus”, explica padre Edinisio.

O sacerdote ressalta, porém, que os enfeitas são apenas “detalhes”, já que a intenção é que as celebrações tenham como base a oração e a participação. “O importante, para nós, é que os devotos do Pai Eterno que, porventura, virão celebrar o Natal conosco, encontrem um ambiente fraterno, solidário, constantemente em oração, bem ao estilo da proposta cristã para o Natal”, opina.

Em Trindade, a Missa Solene de Natal será no dia 24, às 20 horas. Logo após, está programada uma Cantata de Natal, que deverá estimular ainda mais o clima de união e fraternidade entre os fiéis. 

Luzes e cores

Em Aparecida, as celebrações envolvendo o Natal acontecem nos dias 24 e 25.

A Missa do Galo será celebrada às 21 horas, no dia 24. Já a Missa Solene de Natal será às 9h45, no dia 25.

Além das missas especiais, outros destaques são a iluminação e as apresentações culturais.

A iluminação enaltece a beleza do conjunto arquitetônico com cerca de 500 mil micro lâmpadas de led ao longo das árvores naturais do Jardim Norte, canteiros do entorno da Basílica e também em forma de cascatas, junto às quinas superiores dos prédios que fazem parte dos anexos Oeste e Leste.

Também durante todo o mês de dezembro, acontecem apresentações da Orquestra do Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida (PEMSA), nos finais de semana. O presépio está localizado no Jardim Norte, próximo à Torre Brasília.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.