Por Jucelene Rocha Em Notícias

Simpósio motiva animadores vocacionais de todo o Brasil

Ide e anunciai! Vocações diversas para uma grande missão! Este tema motivou animadores e animadoras vocacionais de todo o Brasil, no Simpósio Vocacional, entre os dias 16 e 18 de maio.

Foto de: Arquivos Regionais do Simpósio Vocacional

d_pedro_brito_foto_arquivos_regionais_do_simposio_vocacional

Dom Pedro Brito fala ao grupo de formadores da região Sul
(São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina)

O arcebispo de Palmas (TO) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, dom Pedro Brito Guimarães, avalia que o Simpósio olhou de maneira corajosa a ação pastoral da Igreja no setor vocacional. “O objetivo deste momento é tocar nas feridas que limitam a ação dos animadores vocacionais, despertar o conjunto dos batizados para uma cultura vocacional, acordar este gigante adormecido”, afirmou.

O evento, realizado de maneira inédita, aconteceu simultaneamente em cinco macrorregiões que agruparam os 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com momentos de interatividade entre os grupos das diferentes cidades, por meio da plataforma digital Episcopo.net.

As cidades-sede foram Brasília (Centro-Oeste), Manaus (Norte), Natal (Nordeste), Belo Horizonte (Leste) e São Paulo (Sul). Cerca de 1.000 pessoas, entre cristãos leigos, pessoas de vida consagrada e ministros ordenados, participaram desse grande momento para a animação vocacional no país.

O Simpósio celebrou os 50 anos do Concílio Vaticano II (1962-1965) e os 50 anos da instituição do Dia Mundial de Oração pelas Vocações (1964). Os grupos fizeram memória e retomaram o legado dos dois Congressos Vocacionais da América Latina e Caribe (1994 e 2011), dois Anos Vocacionais (1983 e 2003) e três Congressos Vocacionais do Brasil (1999, 2005 e 2010).

Cada macrorregião organizou as atividades do Simpósio de acordo com o Guia de Orientações, uma espécie de texto-base que foi estudado nas comunidades, paróquias e dioceses.

Os grupos convidaram assessores regionais para conduzir as reflexões. O padre Vitor Galdino Feller, doutor em teologia e autor do livro Ser padre hoje, e dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo emérito de Blumenau (SC), conduziram os trabalhos em Vargem Grande Paulista (SP), cidade que acolheu os participantes da macrorregião Sul, correspondente aos estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Para o coordenador da Pastoral Vocacional/Serviço de Animação Vocacional (PV/SAV) do Regional Sul 4 da CNBB, padre Marcelo Martendal, as contribuições dos assessores foram encorajadoras. “Ajudaram a olhar nosso agir vocacional e nos encorajaram a seguir, porém, sempre atentos a nossa realidade, aos desafios atuais que nos impelem a um agir de maneira organizada e não isolada”, aponta.

Ele acredita que o Simpósio confirmou alguns aspectos já lembrados na caminhada vocacional, como a questão da cultura vocacional. “Sem dúvidas, muito já se fez. Muitos já estão empenhados nessa causa, mas precisamos aumentar o número de colaboradores. O novo virá se apostarmos em propostas inovadoras que nos auxiliem na implantação da cultura vocacional”, acrescenta.

Estatísticas

Foto de: Arquivos Regionais do Simpósio Vocacional

d_angelico_bernardino_foto_arquivos_regionais_do_simposio_vocacional

Dom Angélico Sândalo Bernardino e religiosas da região Sul

Um dos destaques do Simpósio foi a apresentação do resultado da pesquisa enviada a todas as dioceses e arquidioceses por e-mail, em junho de 2012. O questionário abordou temas específicos como principais atividades e desafios da Pastoral Vocacional, alcance dos investimentos feitos com formação de líderes nas paróquias, organização de subsídios vocacionais e presença de religiosos, seminaristas e padres atuando na animação vocacional. 

Em 37% das respostas há indicações de que, na paróquia ou diocese já houve equipe da Pastoral Vocacional / Serviço de Animação Vocacional, mas foi desarticulada por falta de incentivo do pároco. Para 32% faltam pessoas disponíveis, para 11% há o desejo de começar o trabalho, mas falta apoio do pároco. Em 8% dos casos a comunidade deseja começar o serviço, mas faltam pessoas disponíveis. E 7%, o padre dinamiza o trabalho da PV/SAV, sem a necessidade de instituir uma pastoral a mais, e, em 5%, já houve PV/SAV, mas atualmente não há, porque faltam formação e material formativo.

Dom Pedro Brito Guimarães apresentou o número de seminaristas comparado ao de municípios e paróquias. Hoje no Brasil são 5.570 seminaristas maiores, número que corresponde à mesma quantidade de municípios do país. Estatisticamente isso representa a presença de um seminarista por cidade; quando comparado ao número de paróquias que são 10.720, haveria um percentual de meio seminarista por paróquia.

Na avaliação de dom Pedro, os dados são questionadores. “Estamos fragilizados na composição da PV, porque é aí que começa a nucleação; são nesses espaços que os adolescentes e jovens começam a discernir os caminhos da vida, e podem levar as grandes questões vocacionais que nascem nesse período da vida”, afirma.

Superar o pessimismo

Dom Angélico deixou uma palavra de encorajamento e incentivo a quem doa a vida ao serviço de animação vocacional. “Que caminhem de esperança em esperança, e jamais lhes falte a caridade, o amor e a fé. Que não desanimemos jamais! O Papa Francisco também traz este convite quando diz que não podemos ter cara de funeral, nós temos que ter a alegria do Evangelho”.

Já o bispo de Cachoeiro do Itapemirim e referencial da PV/SAV Leste II, dom Dario Campos, afirmou que, para formar discípulos, é preciso saber escutar, partilhar e ser comunidade.

A partir dos resultados do Simpósio é prevista, em 2015, a realização de uma Conferência de vocações e ministérios, reunindo representantes das cinco macrorregiões para traçar e compartilhar ações que viabilizem o crescimento da cultura vocacional e a qualificação de todas as etapas da animação vocacional no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jucelene Rocha, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.