Por Deniele Simões Em Notícias

“Ter os pés no chão é não temer o cuidado com o outro”, diz dom João Inácio

A celebração do quinto dia da Semana da Juventude foi marcada pela participação dos jovens da diocese de Lorena, no dia 14 de maio, no Santuário Nacional. O tema de reflexão foi Missionários com os pés no chão.

O bispo de Lorena, dom João Inácio Müller, presidiu a celebração das 9 horas, auxiliado pelo padre Odirlei Fernandes, da diocese de Lorena, pelo diácono Tiago de Oliveira Raimundo e pelo padre Edson Aparecido da Silva, ambos da arquidiocese de Pouso Alegre (MG).

 

A celebração eucarística refletiu sobre o exemplo do apóstolo Matias, que deixou o exemplo missionário do amor e doação. “Se Deus escolheu Matias para seguir o caminho do Senhor, será que Deus nega alguma coisa para nós”, questiona.

Foto de: Nome do fotógrafo

Dom João Inácio - Deniele Simões JS

Dom João Inácio Müller, bispo
de Lorena (SP), presidiu celebração
do 5º dia da Semana da Juventude

Ao abordar o tema da celebração, dom João Inácio ressalta que a Semana da Juventude é também um momento de reanimação para que os jovens possam manter-se fiéis a Cristo e seguir o exemplo deixado por Ele.

 

O presidente da celebração explica que ser missionário de pés no chão é estar disposto a dispender tempo para Deus, com desprendimento e disposição para ajudar o próximo.

“O nosso Papa é fantástico porque nos orienta a partir de Jesus. Ele está sempre caminhando de um lugar para o outro, porque sua mensagem deve chegar a todo o mundo”, diz.

Para o religioso, o jovem é chamado a ser alguém disposto a atravessar as fronteiras para levar a palavra de Deus, mas também ir, de modo muito concreto, cuidar daqueles que necessitam de cuidados. “Isso é ser missionário com os pés no chão: ser peregrino, caminhante e ter coragem de ir, como o nosso Senhor”, reflete.

Hallel Aparecida

O jovem Ademar Dias de Moraes Júnior, da Paróquia Santo Antônio, em Arapeí (SP), ligada à diocese de Lorena, participou da celebração como um dos leitores.

Para Júnior, atuar na celebração foi um momento gratificante, que se somou ao Hallel Aparecida. “Acho tudo isso uma proposta muito boa para os jovens”, salienta.

Já o bispo de Lorena acredita que a Semana da Juventude foi também um modo de preparar o coração dos jovens para que participem do Hallel dispostos a acolher a palavra do Senhor.

“Precisamos trabalhar a espiritualidade para que estejamos abertos para ouvir, suplicando que as graças do Divino Espírito estejam conosco. Por isso é necessário que preparemos com muito carinho para que a semente encontre terra boa”, finaliza.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Deniele Simões, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.