Por Jovens de Maria Em Comportamento Atualizada em 18 JAN 2018 - 13H01

9 erros imperdoáveis em uma entrevista de emprego

entrevista_de_emprego

A tão temida entrevista de emprego muitas vezes aparece como vilã no momento de se apresentar ao mercado de trabalho. Quando a oportunidade aparece, todos querem mostrar o seu melhor. Mas às vezes, os candidatos cometem erros imperdoáveis, que ao invés de somar pontos positivos, surtem efeitos contrários.

Pensando nisso, apresentamos esta lista com alguns dos deslizes mais comuns para que você possa fugir deles! Confira:

1- Excesso de autoestima: não há nada mais inconveniente do que o candidato que fica repetindo as suas qualidades sem que ninguém tenha perguntado. Guarde frases como “sou muito organizado” ou “sou orientado para resultados” para quando for questionado sobre as suas características comportamentais. Certamente haverá um momento para isso.

2- Branco total: procure estudar a sua trajetória profissional, principais resultados e projetos com antecedência. Assim você terá tudo fresco na memória e não correrá o risco de ficar sem resposta quando ouvir “qual foi a sua principal realização na última empresa em que trabalhou?”.

3- Confusão de marcas: além de estudar a sua história, estude também a da empresa da qual você quer fazer parte. Leia sobre o mercado em que ela está inserida, sobre os seus produtos e também sobre a concorrência. Assim, você escapa do mico de confundir marcas do seu futuro empregador com as do seu principal concorrente, por exemplo: “Bombril” com “Assolam” ou “Fruttare” com “La Frutta”.

4- Bancar o ator/atriz: não tente se passar por alguém que você não é. Evite criar o personagem do funcionário perfeito e usar as famosas respostas prontas (preparar-se é diferente de seguir um script à risca). Se você não for um ator profissional, ficará claro que está atuando e as suas chances de conquistar a vaga só tendem a diminuir.

dormir_em_entrevista_de_emprego5- Ser ganancioso demais: quando for discutir sobre remuneração, prefira usar uma faixa salarial (de R$ 5.000 a R$ 6.000, por exemplo) no lugar de um valor exato. Lembre-se também que, via de regra, um aumento salarial gira em torno de 20% a 30% em relação à sua atual/última posição. Então, evite fugir muito desse percentual.

6- Perguntas proibidas: é importante que o candidato tire todas as suas dúvidas sobre a empresa e a nova posição durante a entrevista, assim poderá decidir se de fato quer trabalhar lá ou não. No entanto, existem algumas perguntas que podem queimar o seu filme. São elas: “vocês costumam emendar todos os feriados?”; “posso programar as minhas férias assim que for contratado?”; “caso eu não me dê bem com o meu chefe, vou poder mudar de equipe?”, etc.

7- Não ouvir: não deixe o nervosismo tomar conta de você. Escute atentamente as perguntas que lhe forem feitas e responda a cada uma delas com atenção. Cuide também para não falar demais e acabar atropelando o entrevistador.

8- Contar detalhes da vida pessoal: perguntas sobre a vida pessoal dos candidatos também fazem parte do roteiro, mas não se alongue demais nesse ponto. Contar sobre a sua viagem de carnaval ou sobre uma discussão que teve com o parceiro na última semana, nem pensar!

9- Abusar da informalidade: uma entrevista de emprego não precisa se parecer com um encontro de diplomatas, mas também não pode chegar nem perto de uma conversa de bar. Algumas empresas são mais formais, outras nem tanto. Por isso tente ler o ambiente e se adaptar. No entanto, há algumas regras que valem para todos os casos: não use gírias, cuide da aparência, deixe o celular desligado e chegue no horário marcado.

Fonte: Cia de Talentos

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.