Comportamento

Doação de sangue é uma prática de solidariedade

Escrito por Raquel de Godoy Retz

20 JUN 2022 - 07H50

Shutterstock

Desde 2005, o dia 14 de junho é Dia Mundial do Doador de Sangue. É dia de agradecer aos doadores, mas é muito mais dia de conscientizar sobre a importância do ato de doação de sangue.

Ano após ano ouvimos pedidos de hemocentros e órgãos responsáveis pela captação e distribuição de sangue solicitando que voluntários venham praticar a solidariedade.

Vale lembrar de que solidariedade pode ser entendida por compromisso que alguém assume em benefício de outra pessoa.

Parece repetitivo falar que doar sangue salva vidas. É mais do que isso.

Veja essa história: uma família passou por um acidente de carro e das 4 pessoas a mãe e o filho menor precisaram ser internados e necessitaram de sangue para sobreviver.

Os voluntários daquela semana foram mais do que doadores de sangue, doaram esperança para essa família, doaram uma mãe para seus filhos, doaram filhos para seus pais, doaram empregos para médicos e enfermeiros, doaram orações e graças para alimentar a força do amor vital que envolve a todos.

Os voluntários assumiram ser a diferença no universo e ainda ganharam tanto com isso, pois essa criança salva poderá ser no futuro o médico que salve novamente esse doador quando idoso.

Pare na data de hoje e reflita se você está mesmo contribuindo para construir um mundo melhor.

Doar sangue não faz mal para você. Pelo contrário, naturalmente seu corpo repõe as células e ainda diminui os riscos de entupimento das artérias. Você recebe junto uma “dose de alegria” que alimentará sua alma por tempos. Para quem trabalha, ainda a lei lhe possibilita descanso, e sem custos seu sangue será analisado e caso você tenha algo será avisado para que se cuide.

Quem pode doar sangue?

Cada hemocentro pode ter algumas regras particulares, mas, no geral, aceitam doadores que têm de 16 a 69 anos, com no mínimo 50 quilos. Porém, acima dos 60 anos só podem doar caso já tenham doado em vezes anteriores, e doadores entre 16 e 17 anos devem comparecer na companhia dos responsáveis.

Ter boa saúde, não estar tomando remédios, estar bem alimentado e descansado.

Você está assim? Tudo bem com você? Então que tal ir fazer seu ato de solidariedade?

Comente abaixo se gostou do texto! Queremos te ouvir!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Raquel de Godoy Retz, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.