Por Jovens de Maria Em Comportamento

Memória ruim? A culpa pode ser do seu celular!

Você se lembra do número do telefone fixo do seu melhor amigo na infância? E o número do celular atual da sua mãe? Por mais estranho que pareça, é provável que você tenha respondido “sim” na primeira pergunta e “não” para a segunda. Por quê?

memoria_ruim

Uma pesquisa feita pela empresa Kasperski Lab constata que o uso constante de computadores e gadgets, em especial smartphones, está enfraquecendo a memória das pessoas. Isso porque, cada vez mais, deixamos de registrar informações como telefones, endereços, nomes de artistas e datas no cérebro, pois sabemos que podemos recorrer à tecnologia para nos lembrar deles. Segundo a pesquisa, isso faz a memória se atrofiar.

O estudo ainda chamou a atenção para o fato de que muitos adultos ainda têm na memória os números de telefone de sua casa na infância, mas muitas vezes não conseguem lembrar o telefone de seu trabalho ou em alguns casos até mesmo do cônjuge ou do melhor amigo.

 

Informações recordadas com a ajuda de recursos digitais tendem a ser imediatamente esquecidas.

Para chegar a essas conclusões, o estudo analisou os hábitos de 6 mil adultos em oito países: Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Bélgica, Holanda e Luxemburgo. Uma das conclusões foi que mais de um terço das pessoas apela primeiro para dispositivos eletrônicos - do que qualquer outro recurso - para recordar informações.

Segundo os cientistas, depender de um computador nesse nível tem um impacto a longo prazo no desenvolvimento das memórias. Informações recordadas com ajuda de recursos digitais tendem a ser imediatamente esquecidas.

No Reino Unido, 45% dos adultos consultados conseguiam lembrar telefones de sua infância, mas só 29% conseguiam se lembrar dos números de seus próprios filhos. A constatação da pesquisa foi que as pessoas se acostumaram a usar dispositivos de computador como uma “extensão” do seu próprio cérebro.

A sua memória também está assim? Você pode tentar fazer exercícios de memorização diários. Afinal, não queremos nossa memória atrofiada, não é mesmo?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.