Por Jovens de Maria Em Crescendo na Fé

4º dia de preparação para a Páscoa: Felizes os sedentos de justiça

Chegamos ao quarto dia da nossa preparação para a Páscoa. E conforme nos pediu Papa Francisco, estamos meditando as bem-aventuranças. A reservada para o dia de hoje é:

“Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque Deus os saciará”

(Mateus 5,6)

bem_aventurancas_jm_04

1 - Fome e sede

Sabe aquela fome de doer o estômago? Ou aquela sede que parece ser insuportável? Que a única coisa em que você consegue pensar é comida e um litro de água! Talvez você já tenha experimentado essas sensações.

E é sobre esse desejo ardente – de sentir na pele! – que Jesus quer nos falar nesta bem-aventurança. Ter fome e sede de justiça. Ser capaz de recusar qualquer coisa que não seja a “justiça”.

2 - Que justiça é essa?

Talvez, quando se fale de justiça, venha à sua mente alguém sendo punido por algo de errado que fez; ou, os pobres sendo devolvidos à dignidade humana... Enfim, várias situações de justiça podem vir ao pensamento, mas talvez à qual Jesus se referia passe longe de nossa mente!

Um pouquinho antes no Evangelho de Mateus, Jesus diz: “convém que façamos tudo o que é justo” (Mt 3,15). E ainda no Sermão da Montanha vai dizer: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça” (Mt 6,33).

Em tudo isso, Jesus quer, na verdade, dizer: “tudo o que se deve fazer para obedecer a Deus”. Ser justo aqui é viver retamente, de acordo com os preceitos cristãos.

3 - A recompensa

Querer a justiça, querer ser obediente a Deus, querer o que Deus quer, não é um pedido autoritário de Jesus. Os mandamentos, os preceitos não têm a função de reafirmar que Deus tem poder sobre nós ou que Ele deseja nos escravizar.

Pelo contrário, afinal Jesus diz que os justos serão saciados por Deus! Aqueles que seguem a justiça do Senhor serão completamente saciados, ficarão satisfeitos e, como diz a própria palavra “bem-aventurança”, serão “felizes eternamente”!

4 - Colocando em prática

Que nesta Quaresma, passemos a ter um olhar diferente sobre os pedidos de Deus. Passe a olhar como um caminho para a felicidade. Passe a nutrir em você um desejo ardente pelas coisas de Deus, assim como aquele desejo enorme que você está sentindo de comer aquele chocolate, aquela carne, ou seja lá qual tenha sido a sua penitência nesses 40 dias.

Ah! Não esqueça também de olhar mais a sua volta e identificar as pessoas que sofrem com a falta de justiça social. O que podemos fazer em favor delas? Isso também faz parte do querer de Deus: que todos os seus filhos vivam com dignidade.

E assim seguimos nossa Quaresma, rumo a uma vida e um mundo justos!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.