Por Jovens de Maria Em Crescendo na Fé Atualizada em 15 ABR 2020 - 11H46

De onde vem a verdadeira paz?


Shutterstock/ Prostock-studio
Shutterstock/ Prostock-studio


A sétima bem-aventurança foi o tema da catequese do Papa desta quarta-feira, dia 15. Nela, Jesus anuncia:

“Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus”  (Mt 5,9).

Para explicar quem são os chamados filhos de Deus, o Papa começou a catequese pelo que significa a própria paz.

Shutterstock
Shutterstock


“Acredita-se que a paz seja calma, harmonia, equilíbrio interior. Esse significado da palavra paz é incompleto e não pode ser absoluto, porque a inquietude na vida pode ser um momento importante de crescimento, enquanto pode acontecer que a tranquilidade interior corresponda a uma consciência domesticada e não a uma verdadeira redenção espiritual.”

Achar que a paz é ausência de problemas, desejar apenas a tranquilidade e calmaria é uma ideia que se refere à paz que o mundo nos oferece, mas não a que Deus nos dá. O próprio Jesus nos indica essa diferença:

“Eu deixo para vocês a paz, eu lhes dou a minha paz. A paz que eu dou para vocês não é a paz que o mundo dá.”  (Jo 14, 27)

Leia Mais5 músicas para você se sentir em paz

Você deve estar se perguntando: Que paz é essa que Jesus nos dá?

Para entendermos melhor, o Papa citou novamente as Sagradas Escrituras: 

“São Paulo diz que a paz de Cristo é “fazer de dois, um” para cancelar a inimizade e se reconciliar. E o caminho para realizar essa obra de paz é o seu corpo. De fato, ele reconcilia todas as coisas e dá a paz com o sangue de sua cruz."

Shutterstock/ Romolo Tavani
Shutterstock/ Romolo Tavani

Agora que entendemos o significado verdadeiro da paz, que teve sua plenitude vivida por Jesus na cruz, conseguimos entender que são chamados filhos de Deus aqueles que se deixam transformar pelo sacrifício de Cristo.

Assim contemplamos “ uma nova humanidade, encarnada numa infinita multidão de santos, santas, inventivos, criativos, que delinearam sempre novas maneiras de amar. Esta vida como filhos de Deus, que buscam e encontram seus irmãos pelo sangue de Cristo, é a verdadeira felicidade”. 

share Curtiu o post? Compartilhe com todos os seus amigos!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.