Por Jovens de Maria Em Crescendo na Fé

Desafio do Papa: Não ignore os ignorantes

Dando continuidade a nossa série de desafios corporais e espirituais, de acordo com a proposta do Papa Francisco em preparação para a JMJ na Cracóvia, este mês nós temos mais uma missão espiritual. O que nos será proposto é ENSINAR OS IGNORANTES. Algo que talvez possa soar estranho em sua mente agora, mas que, na verdade, essa missão irá fazer muito sentido.

estudo_biblico

O que é uma pessoa ignorante?

Eu vou primeiro te questionar sobre qual o seu conceito de uma pessoa ignorante. Talvez você possa até se perguntar: Poxa, como vou ensinar um ignorante, se alguém que carrega este adjetivo já me diz que, de alguma forma, optou por não querer saber as coisas? É daqui que vamos partir.

Se você for procurar no dicionário, vai encontrar algumas definições para a palavra ignorante. Desde rude, estúpido, arrogante, até inocente, ingênuo, puro e sem malícia. Partindo do ponto de que você que está lendo este texto, já não é mais ignorante acerca da fé e da Palavra, te digo que é dever nosso levarmos esse conhecimento aos outros, e NÃO IGNORAR OS IGNORANTES.

Antes de qualquer coisa, precisamos estar cientes de que existem dois tipos de ignorantes: aqueles que SÃO e aqueles que SE FAZEM. Uma coisa é a pessoa, por falta de subsídios, informação, anúncio e carência de conhecimento não ser sabedor do Divino. E é outra coisa totalmente diferente quando você possui os artífices necessários para estar por dentro de determinado assunto, no caso o que diz respeito à fé, e mesmo assim ignorar, pois às vezes é muito mais fácil fechar os olhos para não ver e fingir que não se sabe. Este tipo de gente é como diz aquela canção, são os que ouvem o chamado, viram para o outro lado e fingem que não sabem.

Como ensinar essas pessoas?

Tendo essas informações, agora sabemos que a nossa missão pode se dar duas formas, afinal são dois tipos de ignorantes. Com o primeiro tipo talvez tenhamos menos dificuldades, pois aquela pessoa é como um terreno fecundo, onde poderemos lançar as sementes do Reino em sua vida e tal semente terá mais chances de dar fruto. Afinal, este tipo de ignorante só o é, porque não teve a oportunidade de conhecer a Deus com profundidade. Com este tipo de gente nós podemos levar a Boa Notícia com simplicidade e convicção. Este é um coração ingênuo e sem malícia, que carrega a pureza intelectual e religiosa para acolher a Palavra de Deus.

Já o segundo tipo dá um pouco mais de trabalho, tendo em vista que essa pessoa já, de alguma forma, teve conhecimentos acerca de Deus mas, como seguir a Deus requer um compromisso sério, se fez de ignorante para que não precisasse criar vínculos com o Criador e assim estar isento das responsabilidades de ser cristão.

Para este tipo de pessoa, o anúncio terá que ser muito forte, e precisaremos mostrar para ela que o compromisso com Deus não se dá em forma de algemas e chicotes, mas sim através do amor pelo seguimento, libertação de uma vida vacilante e paz de espírito. Aqueles que se fazem ignorantes só vivem desta forma, porque ainda não conseguiram ficar frente a frente com Deus, e então vivem com preconceitos se afastando dessa relação. Eles precisam mergulhar nesse encontro com o Divino e, assim, certamente deixarão de correr em direção oposta. E é isto que devemos fazer. Levá-los a este encontro.

Não ignore os ignorantes!

Não se junte a este grupo. Seja a pessoa que vai ajudar a mudar a vida destes que vivem alheios à graça que espera todo aquele que crê em Deus. Por não sermos mais ignorantes, devemos assumir este compromisso. Que Deus nos ajude!

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.