Por Everton Lucas Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H17

Desafio do Papa: Quem corrige amigo é!

desafio_do_papa_jm

A cada mês que passa já ficamos aqui na expectativa de saber qual será nosso desafio espiritual. Neste mês fomos encarregados da missão de CORRIGIR OS QUE ERRAM. É uma missão um pouco complicada não é mesmo? Pois por muitas vezes damos uma de chatos quando nos vemos em uma situação que temos que chamar atenção de alguém que andou pisando na bola. Mas nosso desafio aqui hoje será não só corrigir os erros dos outros, mas sim fazer o que os cristãos fazem, o que chamamos de CORREÇÃO FRATERNA.

Nós bem sabemos que todos temos erros, falhas, pecados e vacilos e é aqui que nosso desafio pode se tornar difícil. Como eu vou ter respaldo para corrigir outra pessoa se eu mesmo cometo erros? Mas é aqui também que iremos encontrar a graça de agirmos com fraternidade e amor. Pois mesmo consciente das minhas fraquezas Deus me dá a oportunidade de querer o melhor para o meu irmão e até aprender com os erros do outro, assim ambos estarão em processo de aprendizagem para o crescimento espiritual.

:: Assita à Obra de Misericórdia Corporal - Enterrar os mortos ::

A Sagrada Escritura nos diz: “Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, a sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão”(Mateus 18, 15). É Jesus quem nos exorta a corrigir aquele nosso irmão que está precisando de uma ajuda amiga para superar seu erro. Vamos então ver algumas dicas de como podemos cumprir nossa missão sem que sejamos mal interpretados e que a correção se faça de forma amorosa e eficaz.

NÃO FAÇA ISSO PELO IMPULSO DO MOMENTO – O melhor momento para se dar e receber um conselho ou uma correção é no momento em que a poeira está baixa. Quando já não há mais sinal de adrenalina que possa ferver a cabeça da pessoa e de repente ela se chatear com a correção. Afinal, quem erra nunca admite logo de primeira que pisou na bola. Seja cauteloso, assim como Jesus que sempre esperou o momento certo para agir. Espere o tempo que for preciso para que a correção não seja um puxão de orelha, mas sim um segurar na mão no rumo do acerto.

Amizade Foto: pixabay.com

PROCURE AS PALAVRAS CERTAS – Tenha muito cuidado ao falar com alguém quando estiver corrigindo. Como disse antes, a pessoa demora a saber que está cometendo um erro. Nunca aponte o dedo e fale da forma mais leve possível. Palavras mal ditas podem se tornar malditas e palavras bem ditas se tornam benditas para aquela pessoa. Aconselhar ou corrigir é uma atitude que exige muito de nós o discernimento para que aquela pessoa possa tomar consciência do seu erro e tomar aquelas palavras como uma forma de mudar de vida para melhor.

NÃO O FAÇA POR SI MESMO – Jamais queira aconselhar um irmão sem antes pedir a ajuda do Espírito Santo. É Ele quem dá a Sabedoria e o Discernimento para que da sua boca possam sair palavras de bênção e Deus possa agir no momento da conversa. A correção fraterna deve sempre partir da Palavra de Deus e de uma oração. Então primeiramente chame a pessoa para rezar com você e partir desta oração fale o que Deus te pede para falar. Nós por nós mesmos não temos autoridade nenhuma para apontar os erros dos outros, mas nós pela ação do Espírito de Deus podemos trazer um irmão de volta ao caminho correto e com ele aprender também qual a vontade de Deus para a vida de todos.


Escrito por
Everton Lucas (Fotos Everton Lucas)
Everton Lucas

Apresentador e estudante de comunicação.

Notice (8): Undefined variable: comment_options [APP/Template/ContentArchives/detail.ctp, line 57]
Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Lucas, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.