Por Ir. Gilberto Cunha Em Crescendo na Fé Atualizada em 01 NOV 2017 - 10H39

Humilde é quem sabe pedir perdão

perdao_3

Gostaria de falar hoje sobre um tema que para a gente é delicado, mas que com certeza ao sabermos lidar melhor com ele tornará a nossa vida muito mais fácil. Parece um tema muito propício para falarmos durante este tempo de Quaresma: o perdão.

Como é difícil muitas vezes perdoarmos alguém que me fez mal! Também custa muito me perdoar por um erro cometido. Ficamos atados a esse pecado e não conseguimos avançar e fazer tudo o que Deus espera de nós. Esse não perdoar-se é como uma ferida aberta que nunca cura, que gera dor constante, que nos incomoda, gerando até certa amargura, fazendo com que a imagem que temos de nós mesmos e dos outros fique distorcida.

E se não me perdoo, se não perdoo os meus irmãos, como terei o valor e a coragem de pedir perdão a Deus? Termino pensando que não mereço o perdão ou que o meu pecado é tão grande que não tenho mais jeito.

 

Podemos afirmar que Jesus tem uma predileção pelos pecadores.

O Papa Francisco há um tempo atrás dizia que para nós cristãos “mais difícil do que amar a Deus é deixar-se amar por Ele.” Custa deixar-nos amar porque fico olhando para a minha falta e esqueço do amor que Deus tem por mim. Cristo veio para o mundo justamente para resgatar-nos do pecado, oferecendo o perdão amoroso, que acolhe, esquece a falta cometida e dá sempre uma nova chance. Podemos afirmar que Jesus tem uma predileção pelos pecadores. Então, por que não recorrer ao perdão, à reconciliação de todos os pecados que tanto me incomodam?

Tenho medo, tenho vergonha! O que será que o padre vai pensar ao escutar as coisas que eu vou falar? Como sair então desse impasse?

Jesus nos oferece um caminho concreto: a humildade. Em uma passagem que eu gosto muito de rezar (Mt 11, 28-30), Ele nos fala “Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei. Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas. Porque meu jugo é suave e meu peso é leve.”

Não tenhamos medo de pedir perdão a Cristo! Ele quer nos aliviar do nosso fardo, do peso do nosso pecado, e quer nos dar o seu jugo suave e a leveza de uma vida plenamente livre.

Aproveitemos também para perdoar e me reconciliar com quem fiz ou me fez mal.

Nesta Quaresma, “seguindo os passos de Jesus” sejamos humildes e peçamos perdão, pois “é para a liberdade que Cristo nos libertou” Gl 5,1

gilberto assinatura JM

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. Gilberto Cunha, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.