Por Pe. Leandro Luís Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H57

Jovem também tem Vocação?

O mês de agosto é para a Igreja Católica, especialmente no Brasil, dedicado à oração pelas vocações. É uma parcela de dias do nosso calendário com os quais se enfatiza a propaganda da ação de Deus entre nós, no seio de nossas famílias e comunidades, cidades e sítios, entre outros locais.

Vocação Leiga

Vocação é o chamado. É o apelo que Deus faz ao ser humano para segui-lo mais de perto e com amor. São muitos os seres humanos chamados por Deus. Toda pessoa a quem o Pai destina o seu apelo costumamos denominar de vocacionado.

Vocacionado é o homem ou a mulher, não importando a idade, a raça ou a cultura, chamado a fazer da sua vida uma graça e uma manifestação da bondade do Senhor, dono da messe.

A vocação é dom de Deus e não propriedade particular. Trata-se de um presente a ser acolhido por nós e repartido com os outros. É uma forma simples que Ele nós dá de provar seu amor por nós. E não existe pessoa sem vocação! Todos nós temos uma vocação! Portanto, todos nós somos chamados a discernir o que Deus deseja de nós.

Ele pode chamar você para ser padre, tal como chamou a mim. Pode chamar as jovens para serem freiras, ou seja, religiosas consagradas. Pode chamar o moço e a moça para constituírem uma família. Deus pode chamar os que são de boa vontade para que, na solteirice de seus dias, se consagrem de corpo e alma em prol do Reino.

 

Fazer o seu trabalho por fazer é profissão. Fazer por amar e com sentido de viver é vocação.

Deus chama a todos nós! Chama a cada um e a cada uma para servir. Servir quer dizer colocar-se à disposição do outro. E essa é a finalidade de toda vocação: servir os semelhantes. Se não for para servir os que precisam qual o sentido da vocação?

Deus chama homens e mulheres para serem médicos, atletas, assistentes sociais, psicólogos, donas de casa, mecânicos, fuzileiros, jornalistas, ambulantes, advogados ou engenheiros e para tantas outras formas de vocação, para servir os que mais precisam.

Essas profissões, se vividas e assumidas intensamente e com alegria e fé, são verdadeiras vocações. Aqui está a diferença entre vocação e profissão. Fazer o seu trabalho por fazer é profissão. Fazer por amar e com sentido de viver é vocação.

O jovem, de maneira privilegiada é, na atualidade, o destinatário do chamado do Senhor. Pois cheio de entusiasmo e alegria, tem mais condições de responder aos apelos do Reino. Tem a “novidade” necessária para disponibilizar-se aos carentes e sofredores.

Acolha, reflita sobre o chamado que Deus te faz hoje! Reze para responder com generosidade e fé o seu SIM. Procure se conhecer como pessoa chamada por Deus. Ele conta com você Seja um jovem de Deus. Seja um jovem de Maria, modelo de vocacionada!


Escrito por
crescendo na fé revista jovens de maria
Pe. Leandro Luís

Padre na Arquidiocese de Pouso Alegre

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Leandro Luís, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.