Por Pe. Leandro Luís Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H56

Nutrir a juventude com a Palavra de Deus

A Bíblia, livro sagrado dos cristãos, que tem Deus e os homens como autores, é um livro único e incomparável aos demais livros escritos. Ela tem mais de 1600 anos e levou mais de 40 gerações para ser concluída.

Reis, camponeses, filósofos, diplomata e médico são alguns de seus escritores e estão dispersos em distintas localidades: prisões, desertos, templos e batalhas. Escrita em três continentes: África, Ásia e Europa trazendo em si significativas informações e expressões de fé, capazes de nos entusiasmar.

jovem_e_biblia

Além desses dados, não podemos nos esquecer de que a Bíblia tem três idiomas na base de sua compilação, tais como: o hebraico (Antigo Testamento), o aramaico (a língua do Oriente Próximo) e o grego (língua do Novo Testamento).

Rica em temas, assuntos e história, a Bíblia relata, acima de tudo, a maneira como Deus salvou e remiu a humanidade, expressa em dois Testamentos, o Antigo e o Novo.

Eis então o motivo que a faz ser celebrada neste mês de setembro com alegria e fé por nossas comunidades. Ela é introduzida ao seio das nossas celebrações para nos motivar ao crescimento na fé e no fortalecimento de nosso testemunho de vida.

Pois, como sabemos, celebrar a Palavra é dar acesso a Deus em nossa existência e poder contar com sua luz a nos orientar o caminho.

Por meio da leitura e da oração de suas páginas, fazemos um encontro pessoal e comunitário com o Senhor e percebemos a sua vontade e as suas ações maravilhosas, realizadas ao longo da história, história do povo e história da nossa salvação.

Ler a Palavra e praticá-la é o centro da oração do cristão. Independentemente da idade, da atividade desenvolvida, Deus se comunica conosco através de seus ensinamentos. Deixar de notar essa presença é aumentar a fraqueza da alma e secar o espírito. Ambos necessitam dos nutrientes celestes que a Bíblia contém.

 

Ler a Palavra e praticá-la é o centro da oração do cristão.

De modo especial o jovem é chamado a encontrar na Sagrada Escritura a motivação, o sentido e a força de sua relação com o Senhor. Por isso, tê-la como alicerce da existência e relacioná-la com as práticas do cotidiano por meio de leitura atenta e orante, são caminhos indispensáveis para todo o jovem fiel nutrir a sua intimidade com Deus.

Deus se comunica com a juventude quando ela reza, vive, anuncia e propaga a Palavra. O Senhor também nos escuta quando falamos com Ele usando os textos sagrados que evocam clamores, pedidos e súplicas; alegria, louvor e exaltação; piedade, perdão e contrição; amor, justiça e paz; entre tantas outas necessidades do nosso ser.

Mediante tantas necessidades nossas, ser um bom jovem cristão, é colocar a Bíblia no centro da vida e dispor a vida na direção da centralidade que ela nos leva: o amor de Deus por nós.

Vamos tirar a Bíblia de nossas estantes e limpar dela o pó acumulado pelo desuso. Vamos nos aproximar da fonte da vida para nutrir a nossa juventude com a sabedoria, os dons e os ensinamentos do céu tão próximos de nós.


Escrito por
crescendo na fé revista jovens de maria
Pe. Leandro Luís

Padre na Arquidiocese de Pouso Alegre

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Leandro Luís, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.