Por Pe. Evaldo César Souza, C.Ss.R Em Crescendo na Fé Atualizada em 18 MAR 2019 - 16H31

“Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”

caminho

Olá querido jovem, missionário com Jesus Cristo e com Maria! A vida se faz em ciclos, etapas, e quando vamos chegando ao fim de uma dessas etapas, fica-nos a obrigação de agradecer a Deus pelos sucessos e fracassos. Nem tudo é sempre perfeito, mas o simples fato de querermos acertar já é uma vitória, afinal só fracassa quem tentou realizar alguma coisa! Aquele que fica de braços cruzados pode até não cometer erros, mas também não constrói nada de bom, nem para si nem para o próximo!

Quero convidar você para agradecer a Deus pela caminhada desse ano. Fomos convidados a caminhar com os Apóstolos de Jesus, e com cada um deles aprendemos valiosas lições. Nosso ardor missionário fortaleceu-se. Por isso reservamos para nossa última conversa do ano a espiritualidade do apóstolo Paulo de Tarso. O jovem Paulo, apóstolo tardio, que nunca conheceu pessoalmente Jesus Cristo, fez uma experiência tão profunda de amor com o Ressuscitado, que se tornou, junto com Pedro, uma das colunas mais importantes da Igreja. Ele vai nos impulsionar para o novo ciclo que logo deve começar!

Paulo é um desses homens extraordinários, que aparecem de vez em quando no mundo. Intelectualmente preparado e zeloso na lei de Deus, Paulo foi “arrebatado” pelo amor de Jesus Cristo e toda sua vida transformou-se repentinamente e para sempre. O perseguidor de Cristo tornou-se seu maior seguidor e propagador do Evangelho! Paulo é um desses homens que, tentando acertar errou muito, e que errando, foi sendo moldado por Deus até converter-se no Apóstolo das bases doutrinais mais sólidas da fé. O apóstolo Paulo não teve medo de viver, e mesmo não acertando sempre, suas ações hoje são referência para a vida missionária da Igreja, inspirando especialmente os jovens!

Há muitas passagens marcantes nas cartas de São Paulo, mas para esta conversa de final de ciclo escolhemos um versículo da primeira carta aos Coríntios. Ele sintetiza um pouco esse pensamento que ilumina-nos hoje, a ideia de que diante de mim o mundo se apresenta com tantas possibilidades, que teoricamente tudo eu posso fazer, mas que por isso mesmo, é preciso discernir e ter clareza do que queremos para nossa vida. São Paulo assim dirá aos fiéis da comunidade de Coríntios: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém” (1 Cor 6,12). Penso no anseio dos jovens quando leio este trecho. A permissividade moderna está enraizada nas novas gerações, há uma fome de fazer tudo, sem pensar nas consequências; deseja-se viver em um dia o que está reservado para a vida.

O jovem procura a felicidade em paliativos humanos, se afunda nas bebidas, nas drogas e numa vida sexual muitas vezes desregrada. Quer tudo, não admite regras, subestima a experiência dos mais velhos e nessa ânsia medonha de querer tudo e querer para já, o jovem acaba escavando seus próprios medos, solidão, fracassos, tristezas e decepções. Quanto falta ao jovem o silêncio e a meditação diante da vida! Pode parecer reducionismo, mas ao jovem falta muitas vezes a capacidade de decidir o que é bom ou não para sua vida; faltam bases de apoio para que o jovem decida entre o que PODE fazer e aquilo que DEVE fazer! E essas bases são construídas desde cedo, no seio da família e na vida das comunidades – casa e Igreja, eis duas bases que vão ajudar o jovem a ser um pouco mais prudente na vida.

Jovem, é preciso avaliar suas atitudes, ser sensato, ter prudência, meditar e saber escolher os melhores caminhos, e se mesmo assim, você não acertar, confie na misericórdia de Deus. Podemos tudo, mas nem tudo nos fará felizes. O segredo da vida, e São Paulo nos ajuda a refletir, é deixar Deus escolher conosco nossos caminhos! Que venham novos ciclos, novas desafios, novos erros e muitos acertos! Felizes festas para você e família!


Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Pe. Evaldo César Souza, C.Ss.R

Redentorista, membro da Província de São Paulo, graduado em Filosofia, Teologia e Jornalismo e pós-graduado em Gestão Executiva de Televisão (FAAP). Escreve para a Editora Santuário e para a editoria 'Santuários'.

7 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Pe. Evaldo César, C.Ss.R., em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.