Por Jovens de Maria Em Notícias

Aplicativo “Proteja Brasil” auxilia na denúncia de abusos contra menores

O governo federal, em parceria com a Unicef, acaba de lançar um aplicativo chamado “Projeta Brasil”. Com a Copa do Mundo prestes a começar, a iniciativa – que faz parte do Programa de Proteção de Crianças e Adolescentes para o Mundial - está sendo divulgada com a proposta de facilitar a denúncia de abusos contra menores.

O aplicativo funciona da seguinte forma: de acordo com a localização geográfica do aparelho (que indica onde o usuário está), ele sugere telefones e endereços de delegacias, conselhos tutelares e organizações assistenciais das principais cidades brasileiras.

A violência está por toda parte e é importante identificar e denunciar qualquer tipo de abuso contra crianças e adolescentes. Desde violência psicológica, física e sexual até discriminação, tortura, trabalho infantil, tráfico, negligência e abandono.

Já dizia Papa Francisco que “com as crianças não se brinca! Nos dias de hoje, é importante levar adiante os projetos contra o trabalho escravo, contra o recrutamento das crianças-soldados e contra todo tipo de violência sobre os menores”.

Esse fragmento fez parte de um discurso do Santo Padre no início de abril deste ano, à delegação do Escritório Internacional Católico da Infância. E é mais que pertinente em virtude do Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão, criado pela ONU e lembrado na última quarta-feira, 4 de junho.

A data não é de conceito comemorativo, mas serve para refletir sobre a violência contra os pequenos que desperta interesse e indignação de toda uma sociedade, que busca entender as razões de tal abuso. Zelar pelas crianças não acaba sendo uma tarefa exclusiva dos pais, mas de uma comunidade inteira que as recebem para dar qualidade de vida em sociedade.

No Brasil, uma pesquisa divulgada no mês passado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) mostrou que dois a cada 10 adolescentes no país já foram vítimas de algum tipo de agressão durante a vida. O estudo indica ainda que mais de 20% da população brasileira sofreu algum tipo de abuso quando criança, sendo principalmente cometido por algum parente, amigo próximo da família ou desconhecido.

A prevenção, segundo especialistas no assunto, passa por investimentos nas escolas e unidades de saúde, para que tenham condições de identificar os menores que estão sendo vítimas de violência. Além disso, é preciso ampliar o acesso à informação e denunciar os casos. No Brasil, o melhor canal para denunciar é o Disque 100. No ano passado, mais de 124 mil denúncias foram recebidas, o que significa cerca de 14 casos de violência registrados por hora.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.