Por Anna Laura Barreto Em Notícias

Em entrevista, nutricionista conta como a alimentação interfere na vida dos jovens

Não é novidade para ninguém que a má alimentação pode ter como consequência muitos problemas emocionais e de saúde. Infelizmente, no Brasil, fatos recentes mostram que a população ainda não se conscientizou em relação a esse problema.

Os últimos dados apresentados pelo Ministério da Saúde, através da pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) mostra que 51% dos brasileiros têm excesso de peso. A pesquisa ainda revela que 34,6% dos brasileiros comem carnes com excesso de gordura, 56,9% bebem leite integral regularmente e 29,8% ingerem refrigerante em, pelo menos, cinco vezes por semana.

E esses alimentos são os mais presentes no cotidiano dos jovens, que estão mais preocupados com o sabor, do que com os benefícios do alimento.

Por isso, a equipe dos Jovens de Maria entrevistou a nutricionista Maiara Santos para reafirmar as necessidades de se manter uma alimentação adequada e contar como os alimentos interferem na vida dos jovens. Ela também dá dicas de como tornar a vida mais saudável em família.

JM – A má alimentação oferece muitos riscos aos jovens e adolescentes? Quais os principais?

Maiara: Com certeza a má alimentação oferece riscos que influenciam até quando esses jovens e adolescentes estiverem na fase adulta. Os principais riscos são relacionados à obesidade, que hoje é uma epidemia, hipercolesterolêmica (colesterol ruim alto), diabetes, hipertensão arterial sistêmica (pressão alta), anemia. Todas essas doenças têm causas multifatoriais, mas o estilo de vida e a alimentação inadequada estão presentes em todas elas.

JM – A má alimentação pode interferir no rendimento escolar e físico?

Maiara – Sim. Uma alimentação inadequada é sinônimo de desequilíbrio e desarmonia nutricional. Assim sendo, o aporte calórico e de macro e micronutrientes não é atingido, interferindo diretamente na concentração, memória, disposição, presença de dores, desânimo entre outros.

JM – E o que deve ser consumido para evitar esses males?

Maiara – A combinação arroz e feijão é completa no que se refere aos aminoácidos essenciais, por isso, ela deve estar presente pelo menos cinco dias da semana. Além disso, as carnes e principalmente o peixe são importantes para prevenção desses males. Os alimentos fontes de vitaminas e minerais, que são as verduras, os legumes e as frutas, principalmente, devem ser consumidas diariamente, duas vezes por dia pois, no geral, eles são fontes de vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis. As hidrossolúveis nós não armazenamos, por isso necessitamos delas diariamente para manutenção do nosso organismo.

JM – Que alertas e dicas você dá aos pais e aos jovens?

Maiara – Digo que alimentar-se é sagrado. Por isso, devemos observar o que ocorre neste momento e nos esquecer da televisão, do computador. Precisamos, apesar da correria do dia-a-dia, respeitar esse momento, saborear o que estamos comendo, mastigar adequadamente; montar um prato bonito e colorido e valorizar o conceito de família e união nessas ocasiões também. Os pais devem estabelecer horários para a alimentação e preparar a refeição com o mínimo de gordura possível, higienizar bem os alimentos e incentivar a alimentação saudável. O hábito alimentar se adquire desde a gestação, por isso, se houveram falhas nesta questão, ainda é tempo de corrigi-las evitando a compra de industrializados (bebidas açucaradas, bolachas recheadas, salgadinhos, etc). Nunca é tarde para mudar hábitos alimentares e nos tornarmos mais saudáveis. 

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Anna Laura Barreto, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.