Por Jovens de Maria Em Notícias

Padres batem um bolão na Copa do mundo, no Vaticano

Com Neimar no time do Brasil, a chance de vitória é garantida. Mas, calma, esse não é o craque do Barcelona, mas sim seu xará, um padre paranaense. Ele e outros sacerdotes de diversas partes do mundo estão reunidos para a 11ª edição da Clericus Cup, a ‘Copa do Mundo eclesial’.

:: Chapecoense será homenageada em campeonato pontifício de futebol
Copa do mundo de padre

Foto: Reprodução

O time brasileiro é a segunda maior equipe, com 26 jogadores, representado pelo colégio Pio Brasileiro. O treinador é o goleiro Carlos Gomes, da Arquidiocese de Goiânia (GO). No meio de campo, está ele: o sacerdote Neimar Aloísio Troes, de Toledo (PR), que se difere do ídolo do futebol só pela letra “i”. Na estreia, o time brasileiro venceu por 2 a 1 o Chape Cusmano Belga.

Neste campeonato há algumas diferenças em relação a uma competição oficial. O tempo para cada lado, por exemplo, é de 30 minutos. Há também apenas um cartão, na cor azul, que, diante de alguma indisciplina, coloca o sacerdote para pensar no que fez por oito minutos.

Ao todo, são 18 times, 404 jogadores de 66 nacionalidades. O apito final será dado no dia 27 de maio. O campeonato pontifício de futebol reúne sacerdotes e seminaristas e é promovido pelo Centro Esportivo Italiano, com o patrocínio da Conferência Episcopal Italiana e da Santa Sé.

Homenagem a Chape

Esta edição apresenta a criação de um time para recordar a Chapecoense. ’Chape Cusmano Belga’ é o nome do time que jogará com as cores da Chapecoense.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.