Por Anna Laura Barreto Em Notícias Atualizada em 09 FEV 2018 - 09H41

Professora dá dicas de como ser fluente em uma segunda língua

Nunca é demais lembrar a importância de se aprender uma segunda língua – ser fluente em mais um idioma além do português. Ter a habilidade de se comunicar com diferentes povos pode abrir várias portas e garantir um futuro profissional brilhante. Mas, se o ensino básico das escolas não é suficiente, o que fazer para realmente aprender um novo idioma?

Convidamos a professora e tradutora Luciana Castro para nos dar dicas infalíveis de como adquirir fluência em uma língua. Luciana é certificada pela Universidade de Cambridge e dá aulas em uma escola de idiomas tradicional no Brasil. Dentre seus conselhos, ela destaca: “Seja perseverante e curioso.” Confira abaixo a entrevista na íntegra:

Foto: Arquivo Pessoal

prof_luciana_pelo_mundo

Profª. Luciana Castro em suas viagens

 

Jovens de Maria - Muito já se fala sobre a importância de aprender uma segunda língua, porém, a maioria dos jovens brasileiros não domina um segundo idioma. Ainda é necessário trabalhar essa consciência?

Profª. Luciana - Sim, muito importante. Vivemos em um mundo globalizado em que a maior parte das informações que recebemos é veiculada em inglês, por exemplo. Então, saber apenas a língua materna, em nosso caso, português, não é suficiente. Sites, manuais de instrução, aplicativos, programas de computador, jogos de vídeo-game, séries de televisão e filmes são basicamente produzidos em inglês. Portanto, nota-se a presença de uma língua estrangeira em nosso cotidiano.

JM - Em que momento da vida os jovens costumam se arrepender de não ter estudado uma segunda língua?

Profª. Luciana - Quando entram no mercado de trabalho. As empresas exigem domínio do idioma. Os candidatos são submetidos a testes e entrevistas para avaliar o nível. Esse é o momento do desespero de muitos candidatos, porque ou se fala a língua, ou não. Não há meio termo. E muitos perdem a vaga por não a dominarem, mesmo o currículo sendo ótimo para a vaga em questão.

gráfico fluência idioma inglêsJM - Aprender um idioma na internet realmente funciona? Qual a forma ideal para estudar e ter êxito nos estudos?

Profª. Luciana - É possível aprender vocabulário, pronúncia, regras gramaticais, mas não há como aprender uma segunda língua sem praticar a comunicação oral. Se há a possibilidade de se comunicar com outras pessoas, nativas ou não, essa é a chave. Mas não apenas digitando em “chats”. É necessário conversar, praticar, se fazer entender e ser entendido. Fluência não se consegue do dia para a noite. É fundamental correção dos erros, de pronúncia e escrita. E nem sempre estes sites online oferecem esse suporte.

A forma ideal para se estudar uma segunda língua é criar uma rotina de estudos. Ler, escrever, ouvir, acumular vocabulário, se comunicar sempre que possível com outros falantes da língua, nativos ou não, e sem medo de cometer erros, não importa qual seja seu nível. Fale! Não tenha medo! Errando que se aprende. Seja perseverante e curioso. A prática leva ao aprimoramento. A curiosidade abre portas.

JM - Que dicas você daria para adquirir fluência em uma segunda língua?

Profª. Luciana - Reitero: ouça, escreva, fale, leia, cante. Viaje e pratique o idioma em todos os aspectos. Não tenha medo de errar!

JM - Como professora, que recado você manda aos jovens?

Profª. Luciana - Como vivemos em um mundo globalizado, a proximidade e o contato entre povos de línguas diferentes, se faz cada vez mais freqüente e necessário, seja no âmbito pessoal, acadêmico ou profissional. Pois, hoje em dia, não basta ter apenas um currículo impecável, já que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente quanto ao domínio de outras línguas. Isto é, falar apenas português e inglês, por exemplo, não é às vezes suficiente.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Anna Laura Barreto, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.