Por Jovens de Maria Em Notícias

#Rota300: uma juventude protagonista na Igreja e na sociedade

A quase um ano de celebrarmos outra Jornada Mundial da Juventude, agora na Polônia, a Igreja do Brasil ainda colhe frutos da JMJ Rio 2013 e o projeto Rota 300 é um deles.

projeto_rota_300

A preparação dos 300 anos do encontro de Nossa Senhora Aparecida a ser celebrada em 2017 se encontrou fortemente com os projetos da CNBB para a juventude no país e o bispo referencial para a Comissão da Juventude, Dom Vilson Basso conta como nasceu a inspiração:

“A experiência da visita da cruz na JMJ com os jovens gerou um espírito missionário muito grande e nós pensamos então em unir este projeto do Santuário Nacional e dar um enfoque juvenil. Mesmo estilo a juventude levando a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Porque nós acreditamos na força da mãe, acreditamos na força da peregrinação e acreditamos acima de tudo no potencial missionário e evangelizador dos nossos jovens”.

Sobre o Rota 300, o bispo explica que possui um enfoque muito grande na ação pastoral da Igreja para com a juventude. “O projeto foca a missão e tem um enfoque muito grande também na formação de assessores. Precisamos de pessoas adultas que acreditem na juventude, que apoiem e caminhem junto com a juventude”.

Além desses objetivos, o projeto também procura favorecer a organização do Setor Diocesano da Juventude por todo o Brasil. “Queremos favorecer as diferentes expressões juvenis. Fazer com que todo esse potencial de jovens, possa caminhar junto num projeto de Igreja para levar evangelização e participação social e eclesial à nossa juventude”, afirmou o bispo.

Dom Vilson ainda ressaltou que a Igreja acredita no estilo de Jesus que estende a mão aos necessitados e que este também é o papel da juventude católica: “estender a mão e dizer aos outros jovens: ‘nós estamos aqui para acolher vocês, para caminhar com vocês’. Para mostrar que há muita coisa bonita a ser feita nesse país e na Igreja. A juventude deve ser protagonista crendo em Jesus Cristo e querendo uma vida digna para todos”.

Maioridade penal – Os deputados votam hoje em Brasília a PEC que prevê a redução da maioridade penal. Sobre o assunto, Dom Vilson Basso reafirmou o posicionamento contrário da Igreja: “A palavra da CNBB é clara que a Igreja é contra a redução da maioridade penal, porque diz que esta não é a solução. Não é só pegar o adolescente e o jovem e jogá-los na prisão. Nós precisamos de políticas públicas, precisamos de educação em tempo integral, de inclusão de jovens em atividades em projetos municipais, estaduais e federais que deem a eles, oportunidade, esperança e uma perspectiva de presente e de futuro. Assim, o jovem não vai se desviar por outros caminhos. A Igreja também quer estender a mão à juventude e vê nela um grande potencial, tanto para a Igreja, quanto para a sociedade".

Para saber mais sobre o projeto, faça o download da cartilha "Rota 300, Aparecida 300 anos".

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.