Por Jovens de Maria Em Notícias

"Visita do Papa à Coreia é um vulcão que vai despertar os jovens à missão"

papa francisco

Contagem regressiva para a chegada do Papa Francisco à Coréia do Sul, que deverá encontrar na sexta-feira (15) milhares de jovens reunidos na VI da Jornada da Juventude Asiática, iniciada neste domingo (10), na Diocese de Daejeon. Dom Lazzaro You Heung-sik, encarregado pelos Bispos coreanos de preparar o encontro dos jovens e autor do convite para o Papa participar, afirmou que a visita do Santo Padre à Coréia é "um vulcão que vai despertar os jovens à missão".

A ideia de um pontífice visitar a Coréia, após 25 anos, partiu justamente de Dom You, que em carta endereçada a Bergoglio, convidou-o para participar da Jornada da Juventude Asiática: "Eu soube que o Papa Francisco no verão, em agosto, permanece em Roma, lendo livros, escutando música, escrevendo - explicou o Bispo à Asianews. Então me veio a ideia: como seria bonito se o Papa viesse em agosto à Coréia, para participar da Jornada!”.

logo_coreaAo constatar que estariam presentes pelo menos 2 mil jovens, em uma belíssima experiência, Dom Lazzaro viu que era necessário também chegar àqueles jovens "não tão fáceis de encontrar". E para isto, seria necessário fazer nascer uma nova evangelização voltada aos jovens. "Mas para fazer isto – disse ele -, é necessário movimentar os bispos e os sacerdotes. Eu não poderia fazer isto, mas o Papa sim!".

O prelado de 63 anos contou ter escrito a Francisco, ter falado com o Cardeal Parolin, com o Substituto da Secretaria de Estado Angelo Becciu, com o Cardeal Filoni e com o próprio Papa. E a resposta não tardou: "Quando li a sua carta - conta o Santo Padre - senti um sopro no coração: devemos ir à Coréia! Imediatamente perguntei a Dom Becciu se naquele período tínhamos algum compromisso assumido e vi que estava livre".

A preparação para o encontro dos jovens não foi fácil, pois incluía, entre outras dificuldades, a liberação de vistos: "Somente quem vem do Japão, Hong Kong e Taiwan não tem necessidade de visto", explicou o bispo. "Mas no dia 15, o Papa estará aqui - comemorou ele. Antes de seu pronunciamento, três jovens, um chinês de Hong Kong, um cambojano e um coreano vão dizer algumas palavras. Depois será a vez de Francisco. Penso que ele será como um vulcão: vai colocar fogo no coração destes jovens!".

Falando sobre as dificuldades da juventude no país, Dom You explicou "que mais do que em outros países, na Coréia, desde a escola elementar, os jovens são incentivados à competição, a vencer sempre, a superar os outros. Ter um bom título de estudo - observou - conta muito na sociedade confuciana e insere na hierarquia social, em nível sempre mais alto. A primeira comunidade cristã na Coréia - explicou - era famosa, pois graças ao Evangelho, não fazia distinção entre nobres e gente comum, entre rico e pobre. Esta superação das classes foi uma contribuição que a Igreja deu à nação".

 

"A evangelização não deve ser feita com poder, mas com um estilo mariano (...)"

A viagem do Papa à Coréia, além de despertar os jovens para a fé, servirá também para lançar a Igreja coreana na missão na Ásia e no mundo, afirmou Dom You: "O continente asiático tem muitas culturas e religiões, mas, onde a cultura é evangelizada, passa a existir uma vida melhor, a sociedade adquire expressões mais humanas". Mas adverte, que "a evangelização não deve ser feita com poder, mas com um estilo mariano, materno, humilde, serviçal. Todos esperam este testemunho: os coreanos e os asiáticos têm grande desejo de Deus". 

Dom You diz ainda que a fé cristã contribui ao conceito de pessoa: "na sociedade asiática - observa - não se trata o ser humano como uma pessoa, plena de dignidade, de direitos. Entre nós existem somente grupos, clãs, etnias, associações com objetivos limitados". Deste modo, os conceitos de história, pessoa e comunidade existentes na sociedade asiática são importantes a serem inculturados, pois através deles pode se transformar as pessoas e a sociedade, o que se faz, oferecendo um modelo, e "os mártires coreanos são um modelo para nós".

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.