Por Andresa Custódio Em Notícias

Cinco itens tóxicos que você tem em casa e nem percebe

 

Morangos

            Por ser muito sensível e cheia de furinhos, é uma das frutas mais atingidas pelos agrotóxicos. O brometo de metilo é um produto químico muito tóxico usado para eliminar fungos, micro-organismos e pestes das plantações de morango.

 

Potes de plástico

            O Bisfenol A (BPA) é um composto químico utilizado na fórmula de plásticos e no revestimento de embalagens metálicas. Essa substância pode causar obesidade, alterações na tireoide, infertilidade, asma, problemas neurológicos e cardíacos. O uso do bisfenol A em mamadeiras foi proibido no Brasil pela Anvisa.

 

            Dê preferência a alimentos comercializados em potes de vidro ou polipropileno.

            Não use embalagens amassadas ou danificadas, pois costumam liberar o material tóxico.

            Evite esquentar comida no micro-ondas dentro de plásticos.

            Não congele alimentos em potes plásticos.

            Observe aquele símbolo triangular de reciclagem: se estampar os números 3 ou 7, pode conter BPA.

            Procure produtos com a indicação “BPA-Free” ou “livre de BPA”.

 

Panela antiaderente

            Testes em laboratório apontam que o ácido perfluorooctanóico, presente no famoso teflon, pode causar câncer. Isso acontece porque o item que reveste as panelas pode se soltar durante o preparo da comida e ser ingerido. O melhor é usar panelas de aço inoxidável

 

Pipoca de micro-ondas

            O produto químico usado para criar o sabor artificial de manteiga, chamado de diacetilo, tem sido associado a uma doença pulmonar grave. Esse item foi extinto por muitos fabricantes de pipoca em meados dos anos 2000, mas a sua substituição, chamado 2.3 pentanodiona, também gerou problemas respiratórios em alguns consumidores. Apesar dessa preocupação, a substância permanece em muitos produtos com sabor de manteiga. A saída é comer a boa a velha pipoca natural.

 

Desodorizador de ambiente

            O perfume bom desse tipo de produto tem uma ação prolongada graças ao ftalato. Com o passar dos anos, essa substância passou a ser usada em menores quantidades pela indústria, mas o fato é que o uso desse componente é responsável por problemas de reprodução masculina e alterações hormonais.

 

Fonte: Revista Casa e Jardim 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Andresa Custódio, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.