Por Rádio Aparecida Em Notícias

É possível discordar da Igreja com respeito?

Artit Fongfung AF/Shutterstock
Artit Fongfung AF/Shutterstock


Algumas doutrinas católicas podem não ser cumpridas por seus fiéis ou, até mesmo, contestadas por eles. O que modifica nessa questão, aponta Padre Zezinho, é discordar de maneira infantil, com desrespeito total à Igreja ou ao católico que discorda, mas com dignidade e com respeito.

Padre Zezinho traz o exemplo de uma conversa sua com uma mulher católica, que havia se separado após 26 anos de casamento. Ela estava em um novo relacionamento e ainda pretendia manter firme sua fé, apesar de discordar da doutrina da Igreja a respeito de casais de segunda união.

Ouça.

“Esse é o caminho do diálogo”, afirma o padre. “A Igreja sempre deixa uma porta aberta para o católico que discordou da Igreja, por não aceitar algumas das doutrinas e ensinamentos, mas não rompeu em tudo”.

:: Casais de segunda união devem ser inseridos na Igreja

🔊 Gostou desse artigo? Compartilhe com os amigos!

Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.