A12

Na escola, tentam me desviar da vocação religiosa. Como lidar com isso?

Enviar por e-mail

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

-

Preencha todos os campos adequadamente.

Enviando...

Ocorreu um erro no envio:

Muitos jovens nos procuram para uma orientação vocacional e para falar sobre dificuldades enfrentadas para seguir o caminho da vocação religiosa. Nos últimos dias, recebemos a seguinte mensagem de um vocacionado:

Na minha escola sou o único religioso e por isso algumas pessoas zombam da minha vocação. Alguns meninos me oferecem coisas que desagradam a Deus, como bebidas alcoólicas, pornografia, entre outras coisas. Querem que eu seja uma outra pessoa, que eu pare de ir à missa. Como posso lidar com isso?

A dúvida deste jovem pode ser também a sua. Então, convidamos o Pe. Torres para responder a todos que também passam por este tipo de desafio:

Perguntas e respostas .jpg

Na escola há pessoas de diferentes culturas, religiões e também gente que se denomina "ateia". É um desafio muito grande conviver com essas formas diferentes de pensar. Mas é importante que essas pessoas saibam respeitar as diferentes opções religiosas. Quando isso não acontece, surgem as agressões, o radicalismo, e alguém sempre sai prejudicado.

Seguir Jesus de perto não é fácil. Veja o que está escrito no Evangelho (Mc 9, 22-24): " O Filho do Homem vai sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos-sacerdotes e pelos doutores da Lei, vai ser morto e, ao terceiro dia, ressuscitará." Depois, dirigindo-se a todos, disse: "Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, dia após dia, e siga-me. Pois, quem quiser salvar a sua vida há de perdê-Ia; mas, quem perder a sua vida por minha causa há de salvá-Ia."

 

É preciso fazer muitas renúncias para seguir o caminho certo.

Está percebendo que mesmo jovem você já está assumindo as consequências de ser cristão? Pois é, meu caro, não desista do seu sonho. O mundo está cheio de pessoas que buscam a mediocridade, a vida fácil, o prazer, o poder, a riqueza. Um dia descobrirão que tudo o que buscaram virou poeira na estrada. Muitas vezes é preciso fazer muitas renúncias até de amizades para seguir o caminho certo.

Jovem, se no seu coração arde um "fogo que não se apaga", se depois de tantas chacotas e insultos você continua sentindo que essa é sua vocação, continue sonhando com o seu futuro como um evangelizador e seguidor de Jesus Cristo, continue o seu caminho.

Foto de: divulgação

Vocação é chamado e resposta

Vocação é entre você e Deus.
Continue firme em seu caminho.

Não há uma receita pronta para lidar com essas situações, mas se você estiver convencido de seu caminho vocacional, seus colegas vão perceber que você tem argumento, tem vontade, tem desejos, tem sonhos. E quem sonha e conhece o que deseja, torna-se profundo, sábio, invencível!

Mas, sobretudo, caro jovem, busque ser um rapaz humilde, tranquilo, honesto, exemplar e feliz. As pessoas te verão como alguém diferente, mas "legal", "sangue bom". Não precisa apresentar-se como um "mini-padre", porque fantasias a gente usa só no carnaval. Sobretudo, seja você mesmo, um jovem generoso, que sonha, que busca, que tem suas limitações e suas virtudes e está crescendo na busca de ser uma pessoa mais parecida com Deus.

Por fim, digo: não se deixe convencer pelos colegas, eles vão cansar de encher sua paciência daqui a algum tempo. Todo mundo cresce e amadurece. Cada um cuidará do seu caminho e você seguirá o seu!

Pe. José de LimaTorres
Promotor Vocacional
CSsR - Província de São Paulo

: : Dicas para o discernimento vocacional


Comentários (0)



Carregando Comentários
0 caracteres