Por Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário Em Artigos Atualizada em 11 NOV 2019 - 13H37

Existem visagens de pessoas que já morreram?

Shutterstock
Shutterstock


Muitos católicos, pessoas que comungam e participam das comunidades, ainda carregam
crenças errôneas sobre a relação entre vivos e mortos. Vamos tentar, em poucas palavras, deixar claro o ensinamento teológico da Igreja Católica sobre esse assunto.

Por detrás da temática, existe medo de alguma coisa, medo de ser surpreendido pelo fantasma de alguém que já morreu. Mas não é preciso ter medo de pessoas falecidas, nem se preocupar com o retorno dos mortos. Ainda que ouçamos histórias, vejamos filmes e até mesmo pensemos ter visto almas de outro mundo, uma coisa é certa: quem já faleceu está junto com Deus, lugar onde repousa em paz e, certamente, não vai querer voltar aqui para este mundo.

Leia MaisPor que não devemos acreditar em almas penadas e fantasmas?Essa verdade faz parte da fé cristã. Lembre-se da parábola do Lázaro e do rico, citada por são Lucas em seu Evangelho. Existe um abismo intransponível, ou seja, não há ligação possível entre os que já estão com Deus e os que ainda estão por aqui (Lc 16,19-31).

Se acreditamos em Cristo, em sua Ressurreição e em suas promessas de amor, não devemos pensar que seja possível os mortos terem contato com os vivos. São duas dimensões completamente diferentes e separadas.

O que acontece é que, cada vez mais, doutrinas estranhas ao Cristianismo estão presentes na mídia, sobretudo na televisão e no cinema, e acabamos achando normal certas coisas, como o contato entre mortos e vivos.

Você pode me dizer que conhece pessoas que já viram pessoas mortas ou sentiram a presença de pessoas que não estão mais entre nós, mas qualquer especialista que conheça o psiquismo humano responderá que essas experiências são espelhos de nossas próprias incertezas internas, de nossos medos e de nossas projeções, e não fatos verdadeiros.

Muitos, por causa de remorsos, acabam buscando algum consolo na expectativa de falar com os mortos e pedir o perdão que deveria ter sido dado em vida. Entretanto você, e cada católico, deve purificar essas ideias, que não são verdadeiramente da doutrina católica, e eliminar essa crença de que mortos podem falar com vivos. Vamos professar a fé de que Deus redime as pessoas e de até mesmo os mais pecadores, na hora da morte, podem arrepender-se e ir para junto de Deus.

Você acha que Deus, Pai de todos, seria capaz de permitir que pessoas mortas aparecessem aos vivos? Por que razão? Deus quer que cuidemos bem da vida enquanto caminhamos nessa história, pois na eternidade seremos amparados por Ele definitivamente, e Nele repousaremos tranquilos.

Que tal pensar mais nos vivos, agradecer a vida dos que já estão com Deus e preocupar-se mais com os projetos reais de sua comunidade eclesial? Há muitos vivos precisando de ajuda!

Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário

Jornalista e missionário redentorista

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.