Por Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário Em Artigos Atualizada em 24 OUT 2019 - 14H39

Quero ser missionário, mas não tenho vocação para ser padre. O que fazer?


Shutterstock
Shutterstock


Nosso povo, em sua grande maioria, ainda não consegue ter muita clareza sobre o chamado missionário da fé. Primeiramente, é bom guardar uma primeira verdade, teologicamente fundamental: a
Igreja Católica tem uma natureza missionária, ou seja, não existiria Igreja sem missão, pois ela foi constituída por Jesus Cristo, para “pregar o Evangelho para todas as criaturas” (cf. Mc 16,15).

Consequentemente, todos os que se unem pelo batismo à Igreja Católica se tornam missionários nela. Então eu lhe pergunto: você é batizado? Caso a resposta seja afirmativa, parabéns por ser um missionário da Igreja Católica. Com isso, já conseguimos responder, ou pelo menos esclarecer, uma parte de sua pergunta: para ser missionário não é preciso, necessariamente, ser padre.

Shutterstock
Shutterstock


Todo batizado é missionário
. Isso posto, é consciente que para ser missionário na Igreja, não é necessário ser padre ou freira, mas simplesmente ser batizado.

Mas como ser um leigo missionário? O que eu posso fazer para “levar o Evangelho de Jesus para todos os povos”? Penso que devemos começar pela nossa própria vida, acertando os passos, tendo vida marcada de valores fundamentais, como o respeito à vida, ao próximo e aos mais abandonados.

Antes de querer pregar o Evangelho, é de bom tom assumirmo-lo para nossa vida. Concorda? Obviamente jamais seremos perfeitos nesse seguimento. Por isso, não podemos esperar a perfeição para nos colocarmos a serviço da Igreja.

E como servir à Igreja como missionário? Assumindo tarefas pastorais nas paróquias, como catequeses, ministérios, serviços de animação litúrgica; assumindo o trabalho das obras sociais da comunidade, ao lado dos grupos que se dedicam aos mais pobres; sendo no trabalho um exemplo de honestidade e de dedicação; sendo na família um elo de fidelidade; colaborando com as políticas públicas em favor dos mais pobres, sem ter envolvimento nas tramas mesquinhas da política corrupta e desonesta; oferecendo os dons profissionais para trabalhos da comunidade eclesial (aqui falamos do voluntariado, nas mais diversas formas).

Enfim, os modos de ser missionário são tão numerosos quanto são os dons espirituais em cada um de nós. Fique claro que ser missionário não significa, exclusivamente, pegar a Bíblia e sair de porta em porta, ainda que, às vezes, missões assim pelas ruas e casas sejam também muito proveitosas!

Resumindo nossa conversa, tudo o que fazemos em vista de propagar o Evangelho, seja pregação explícita da Palavra, sejam ações de fé que dignifiquem e valorizem os mais pobres, é ação missionária da Igreja Católica.

Agora é com você... Onde e como você vai exercer sua missão junto a Jesus Cristo?

Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário

Jornalista e missionário redentorista

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.