Por Daniel Siqueira Em Jornal Santuário

Conheça a história da devoção ao Divino Pai Eterno

Para auxiliar e aproximar as pessoas da devoção ao Pai Eterno, a Editora Santuário possui a publicação ‘Novena em Louvor ao Pai Eterno’. Com 32 páginas, o novenário está disponível pelo site editorasantuario.com.br e também pelo telefone 0800 16 00 04.

Através da novena, somos convidados a nos dirigir com fé e devoção à primeira pessoa da Trindade Santa, o Pai Eterno de infinita bondade e misericórdia, pedindo seu auxílio em nossas dores e aflições

Conheça a história da devoção ao Divino Pai Eterno:

A devoção ao Divino Pai Eterno tem sua origem no interior do estado de Goiás por volta de 1840, quando, segundo relatos, o lavrador Constantino Xavier Maria, do povoado do córrego do Barro Preto, encontrou, durante sua lida com a terra, um pequeno medalhão com a imagem da Santíssima Trindade coroando Nossa Senhora.

 

novena_em_louvor_ao_divino_pai_eterno_1473777903_1

O livreto possui 32 páginas com todo o roteiro 
da Novena em louvor ao Pai Eterno.

Surpreso com o achado, o agricultor levou o medalhão para sua casa e mostrou a sua mulher, que logo providenciou um pequeno altar, onde Constantino, sua família e seus vizinhos passaram a se reunir todos os sábados para rezar.

Com o passar do tempo, relatos de graças alcançadas começaram a ser noticiados, e a fama do medalhão milagroso se espalhou pelas cidades vizinhas. Assim, com o aumento do fluxo de pessoas, o casal, Constantino e Ana Rosa, decidiu construir uma pequena capela de palha, para onde foi levado o medalhão. Tempos depois, um artista fez uma réplica da imagem, que foi colocada agora em uma nova capela, desta vez um pouco maior que a primeira. A devoção só foi aumentando, e, a cada ano, aumentava sempre mais o número de pessoas que visitavam a capela.

Em 1894, chegaram a Goiás os primeiros Missionários Redentoristas vindos da Alemanha. Com o incentivo dos missionários, foi construído em 1912 o Santuário do Divino Pai Eterno. No decorrer da primeira metade do século XX, a devoção ao Pai Eterno foi cada vez mais propagada. Muitas romarias provenientes, principalmente, da região centro-oeste, mas também de outras localidades do país, começaram a afluir até o Santuário.

Nos anos de 1970, começaram as obras do atual Santuário Basílica do Divino Pai Eterno em Trindade, que foram concluídas nos anos de 1990. Nos últimos anos, principalmente a partir das transmissões televisivas, a devoção ao Divino Pai Eterno tem ganhado cada vez mais o Brasil. A devoção ao Divino Pai Eterno é o único caso no mundo de uma devoção dedicada exclusivamente à primeira pessoa da Trindade Santa. Assim rezemos ao Pai de amor e misericórdia, para que Ele possa nos socorrer em nossas necessidades de filhos. 

Siga-nos nas redes sociais 

Facebook: https://www.facebook.com/editorasantuario

Twitter: @EditSantuario

Instagram: editsantuario

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Daniel Siqueira, em Jornal Santuário

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.