Por Jovens de Maria Em Comportamento

Obesidade: aprenda a classificar o quadro da doença

balanca_obesidade

A obesidade é uma doença crônica de difícil tratamento e um importante problema de saúde pública que afeta, atualmente, mais de 300 milhões de pessoas no mundo. É o resultado de diversas interações, nas quais chamam a atenção os aspectos genéticos, ambientais e comportamentais. Assim, filhos que têm pais obesos apresentam maior propensão a ter obesidade. O excesso de peso nas últimas décadas se tornou um problema global.

Isso ocorre por vários fatores, entre eles a nutrição “modernista”, que consiste em um aumento do consumo de alimentos industrializados cheio de corantes, conservantes, aromatizantes, mais conhecidos como “calorias vazias”, alimentos com nível energético muito alto. E, consequentemente, a diminuição do consumo de alimentos saudáveis produzidos, muitas vezes, por nossa própria natureza, como frutas, verduras e legumes, por exemplo.

A obesidade gera consequências físicas e mentais como: hipertensão, colesterol, problemas na vesícula biliar, insuficiência renal, derrame cerebral, problemas cardíacos, arteriosclerose, diabetes, baixa autoestima, dificuldade no convívio social, depressão, entre outros.

Como saber se estou em um quadro de obesidade?

tabela_imc

De uma forma geral é bem simples, basta você calcular seu Índice de Massa Corporal (IMC). O IMC é uma medida internacional usada para calcular se uma pessoa está no peso ideal, que avalia se seu peso está correto para sua estatura.

Por exemplo, se uma pessoa pesa 73kg e possui 1,73m de altura, o cálculo fica da seguinte forma: IMC = 73 kg / 1,73² = 23,9 kg/m².

Depois de feita a conta, o resultado é comparado com uma tabela que indica o grau de obesidade da pessoa. No exemplo citado, em que o resultado está entre 18,6 e 24,9, o indivíduo está saudável. Confira a tabela modelo ao lado.

Mas, lembre-se, o IMC não avalia composição corporal, desta maneira não é indicado para atletas nem para quem pratica atividades físicas, pois os mesmos possuem grandes quantidades de massa muscular.

Para sair da obesidade é necessário tomar uma grande decisão de mudança de hábitos, tentar mudar o conceito dos alimentos que são bons, pensando somente nos benefícios que uma dieta adequada trará para sua vida.

 

  

 patricia palandi assinatura

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.