Por José Eymard Em Comportamento Atualizada em 26 SET 2017 - 15H23

Sou Misericordioso?

O casal de namorados tendo aquela DR...

A menina fala mil coisas e o menino só olhando com cara de assustado. Certamente, ele ouviu duas ou três palavras. No restante foi distraído pelo pensamento:

– O que eu vou falar para essa doida?

Após minutos de tentativa de conversa, os dois ficam em um eterno silêncio.

 

O adolescente está na rede social, quando...

é interrompido por um grito da mãe:

– Maanooooeeeel! Vem me ajudar a mexer nesse trem!

É a mãe pedindo ajuda para usar o gravador do WhatsApp. O adolescente interrompe indignado sua navegação e com três palavras explica pra mãe:

– APERTA, FALA e GRAVA!

Ai da mãe se perguntar como faz para ouvir a gravação.

 

Essas duas situações nos fazem lembrar milhares de exemplos da falta de paciência e de misericórdia para com o outro. O casal de namorados deve conversar sobre a relação, quando essa não estiver saudável. Mas, a maneira como se faz essa comunicação é fundamental para o relacionamento sair da UTI e partir à vida plena. Mas nem sempre isso acontece… A impaciência e as palavras usadas não abrem espaço para o diálogo e sim à raiva.

ATENÇÃO! Não só no namoro, mas em diversas situações de conversas. O ano da misericórdia é um convite para avaliarmos como estão nossas atitudes ao ter uma DR ou qualquer outra conversa que necessita de seriedade.

''Sou assim mesmo!''

Muitas pessoas dizem que “mulher é assim mesmo e não muda” ou “homem é tudo igual e age assim”. Essa fala é referente a diversas atitudes. Dizer isso é agir com orgulho e não querer crescer no amor e na paciência. Aqui, cabe a certeza de que, muitas vezes, as pessoas nos irritam e suas atitudes merecem correções e lições, mas não é certo, a meu ver, agir porque a sociedade definiu que toda mulher ou homem deve ser da mesma maneira. Quando queremos crescer no amor, devemos eliminar de nós os orgulhos que impedem esse crescimento.

casal_de_namorados

Reconhecer nossas limitações é fundamental para crescermos no amor! Indico o de querer ser dono da razão e tantas vezes não estar disposto ao diálogo e impor ao outro a nossa forma de pensar! Ou o fato de agir tão grosseiramente que machucamos pela língua.

Aqui cabe uma reflexão: Sou misericordioso?

Jesus nos convida a sermos misericordiosos como Deus (Lc 6,36). Nesta mesma passagem do Evangelho, Jesus nos dá dicas de como agir com misericórdia. Convido você a ler cada frase que aqui foi aqui transformada em pergunta. Mergulhe nelas como uma reflexão e oração!

  • Amo meus inimigos, faço o bem aos que me odeiam?
  • Bendigo os que me maldizem e oro pelos que me caluniam?
  • Como quero que as pessoas me façam, da mesma maneira lhes faço também?
  • Se amo aos que me amam, que recompensa tenho? (lembrando que também os pecadores amam aos que os amam).
  • E se faço bem aos que me fazem bem, que recompensa tenho? (também os pecadores fazem o mesmo).
  • Amo, pois, a meus inimigos, faço bem e espero sem nada esperar? (Se sim, será grande a minha recompensa e serei filho do Altíssimo; porque Ele é benigno até para com os ingratos e maus).
  • Tenho costume de julgar os outros? (Se não julgo, não serei julgado; não condeno, e não serei condenado).
Escrito por
José Eymard (Foto José Eymard)
José Eymard

Apresentador do Bem-vindo Romeiro na TV Aparecida e Jovem de Maria.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por José Eymard, em Comportamento

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.