Por Jovens de Maria Em Crescendo na Fé Atualizada em 18 JAN 2019 - 09H08

Como fazer de Deus o centro da nossa vida?

Como tornar Deus o centro de nossas vidas? Esta pergunta é muito comum àquelas pessoas que estão buscando a Deus. Alguns percebem que isto é difícil. Outros, simplesmente ainda não estão satisfeitos com o que fazem. Talvez o pecado, ou simplesmente a displicência espiritual, nos faça perceber que Ele não está no centro, e que existem outros centros que parecem colocar Deus de lado. O que fazer?

shutterstock
shutterstock


Bem. Primeiro devemos discernir se este desejo vem de Deus ou de outra pessoa. Esta busca de Deus tem consequências. Ora, se um pai de família doa na coleta aquilo que é necessário para a sua família, ele não está fazendo uma oferta agradável a Deus. Se você quer rezar o dia todo, quem vai trabalhar ou estudar? E aquela pessoa que vai várias vezes se confessar, e o Padre lhe diz que isso não é matéria de confissão, mas ela insiste em estar lá toda semana para reclamar dos outros... Deu para entender, né?

Temos que avaliar bem o que estamos fazendo; nem sempre a resposta é simples ou fácil de se entender. Escutar o conselho de irmãos mais experientes na fé pode ajudar. O Papa Francisco, inclusive, insiste na sabedoria dos mais velhos.

Num segundo momento, devo me perguntar: se o normal é que Deus seja Deus, aquilo que experimento me diz que Ele ainda não está lá? Fazendo este exercício, você já tem um bom trabalho de casa. Quem sabe, uma faxina espiritual boa para este ano que começa.

Em terceiro lugar, vêm aquelas atitudes que podem nos ajudar a ter Deus como o centro de nossa vidas, sejam atitudes externas e/ou atitudes internas. Poderíamos dizer que devemos crescer em virtudes internas e externas. Bons hábitos espirituais, físicos, intelectuais, morais, afetivos, relacionais. Quanto mais nos assemelhamos a Jesus, tanto mais estaremos cumprindo esta tarefa.

Pessoalmente, eu sugiro o cuidado de sempre estar em “estado de Graça”, buscando crescer na Fé, Esperança e Caridade. Sem extremismos negativos, mas comprometendo-se o máximo possível com as boas obras. Não adianta querer defender a Fé e brigar com todo o mundo, mas sequer arrumar o quarto quando a mãe pede.

Existem muitas maneiras de se ver a vida cristã. Quando nos perguntamos sobre como colocar Deus no centro dela, é como se quiséssemos acelerar a nossa corrida, o que pode ser necessário. Mas eu sugiro ver a vida cristã como uma corrida de longa distância, onde você deve correr com Sabedoria, medindo bem o caminho a ser percorrido, pois não adianta acelerar e ficar com falta de ar uns metros mais à frente.

Lembra quando você foi naquele retiro e disse que ia fazer isso e aquilo, mas no mês seguinte nem se lembrava, ou as coisas mudaram tanto que não deu para seguir com aquelas ideias? Sendo assim, concentre-se em ser o melhor cristão possível. Não tenho dúvidas de que você já deve ter vários desafios à sua frente. Se você continuar cultivando sua amizade com Deus, tenho certeza que Ele será o centro de sua vida.

Fábio Santos
Sodalício de Vida Cristã

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.