Por Everton Lucas Em Crescendo na Fé Atualizada em 26 SET 2017 - 14H14

Maria, Mãe de Misericórdia

A devoção Mariana é característica forte de nós católicos e se perpetua a pedido do próprio Jesus que nos entrega como filhos da mulher que diante da cruz se manteve firme. Maria é saudada por todos como a Mãe da Misericórdia, exatamente aquela que acolhe as misérias do nosso coração para nos preparar para receber seu Filho Jesus. Desde o início de tudo, quando Deus a escolhe, Maria está envolta no plano de misericórdia do Pai para a humanidade.

mae_de_misericordia

No ano de 1986 foi oficializado e aprovado pela Igreja o formulário da Missa Votiva em honra a “Santa Maria, Mãe e Rainha da Misericórdia”, que foi um marco na história de sua veneração. Porém, muito antes disso, por volta de ano de 1050, foi atribuído a um monge, na Alemanha, a oração intitulada como Salve Regina que já exalta a pessoa de Maria como Mater misericordiae. Dentre todas as qualidades que podemos destacar de sua pessoa, a misericórdia é a característica que mais está entranhada em sua santidade. A menina que Deus amou e escolheu é fruto da Divina Misericórdia do Pai para com Seu povo, e a bondade, compaixão e piedade sempre foram virtudes que fizeram parte da missão de Maria após o nascimento de Jesus. Se prestarmos bastante atenção vamos ver que nas orações direcionadas a Nossa Senhora sempre estaremos ligando-a à misericórdia: “Rogai por nós pecadores” , “Vossos olhos misericordiosos”, “ó Clemente, ó Piedosa”. Constantemente invocamos a intercessão de Maria em nossas orações e pedimos a sua compaixão.

 

O amor de Maria para com aqueles a quem Jesus redimiu é o amor mais puro e materno que possa haver entre pessoas.

Ser misericordioso não é ter pena das pessoas, mas sim aceitar as misérias do outro e enxergar naquele coração o espaço para que Deus possa habitar. Assim toda mãe faz! Assim Maria também age. A maternidade é algo sublime e só não é maior do que a vontade de ver sua filiação caminhando na retidão. O amor de Maria para com aqueles a quem Jesus redimiu é o amor mais puro e materno que possa haver entre pessoas. Tendo Maria como a ponte que nos leva até Jesus, é Dele mesmo que ela recebe todo amor misericordioso para distribuir a nós. Ela que provou desta graça, distribui para nós para que cheguemos ao seu Filho de coração aliviado.

Existe uma canção consagrada na voz de Madre Kelly Patrícia, que de alguma forma leva as pessoas a entrarem em profunda experiência com este amor da Mãe. Quando se canta “como criança bem tranquila no regaço acolhedor de sua mãe. Minha mãe é a Virgem Maria, ela que agora vai me acolher, me abraçar, me perdoar, me compreender...” aqui podemos ver uma vivência desta relação. Me recordo bem que quando criança minha mãe cantava bastante esta música para eu dormir, e bastava eu escutar aquela melodia que me sentida na mais profunda paz, com a minha mãe, ou melhor as minhas mães. A misericórdia da Mãe acalma e traz para mais perto de Deus os filhos.

Sejamos fervorosamente devotos desta Mãe das Misericórdias, provemos deste amor, e bebamos desta graça. Uma Mãe jamais deixa seus filhos perecerem quando pedem ajuda. Que a experiência do amor materno nos torne cada vez mais pessoas firmes nos propósitos de Deus!


Escrito por
Everton Lucas (Fotos Everton Lucas)
Everton Lucas

Apresentador e estudante de comunicação.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Everton Lucas, em Crescendo na Fé

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.