Artigos

Eu preciso rezar o Terço?

Júlio Egrejas (Arquivo Pessoal)

Escrito por Júlio Egrejas

22 NOV 2019 - 10H39 (Atualizada em 22 ABR 2021 - 13H55)

shutterstock jovem rezando (shutterstock)

Quem reza o Terço sabe que não é preciso dar muitas voltas para chegar a uma resposta contundente a esta pergunta:

SIM, precisa. E muito!

E isto por um motivo muito simples: O Terço é uma oração de contemplação dos mistérios de Cristo, de mãos dadas com Maria. 

Shutterstock
Shutterstock

1- Tudo começa com a meditação

A contemplação é um momento de grande elevação na oração. Mas, calma! Não tenha medo. Não se trata de algo impossível e todos podemos ser ensinados pelo Espírito a contemplar. Para isso, é preciso aprender a meditar, ou seja, acolher na mente e no coração a pessoa de Jesus e a sua Palavra.

Meditar é como “ruminar” o que sei acerca de Jesus e o que escuto Dele, nas Sagradas Escrituras e nos ensinamentos vivos sobre Ele, que me transmitem a Igreja e me sugerem o Espírito Santo. Passam os dias, os meses, os anos e, assim, vou aprendendo acerca d'Ele, de sua vida, de seu amor, de seus ensinamentos.

Esse aprendizado de Jesus, vou “ruminando” no coração, refletindo com serenidade sobre tudo isso.

Shutterstock
Shutterstock

2- Oração

A presença de Cristo no profundo da minha mente e do meu coração me leva a rezar. É como um sair de mim mesmo, elevar o coração, e dirigir-me com confiança a Deus Pai, no Espírito. A meditação leva à calma e, seguramente, a rezar.

Pedidos, agradecimentos, louvores, glorificações e outros tipos de orações, todas muito íntimas, serão a consequência de um processo de meditação cristã.

Mas, não nos iludamos, não se trata de um processo rápido na maioria dos casos. É preciso perseverança e  ter constância.

Shutterstock
Shutterstock

3- Contemplação

E o Terço é, justamente, todo este processo, como em uma escada. Nele vou de maneira serena e segura, meditando nas diversas passagens da vida de Cristo, seus mistérios, enquanto os envolvo com a oração que vai brotando entre uma consideração e outra (pois ao longo de suas contas, as contas do Terço, apresento minhas intenções, dou graças, glorifico, etc.).

E, quase sem notar, na maioria das vezes, verei que se criará em mim uma intimidade única com o Senhor, uma proximidade ao Seu coração, que me fará querer viver e amar o que Ele vive e ama. Uma intimidade que me faz, ao longo dos anos, ver minha vida, em cada uma de suas partes, em união com Deus.

E desejar ardentemente tudo isto. Eis aqui a contemplação!

:: Você precisa disso tudo, em uma só oração?
Diga você mesmo(a)!

Escrito por
Júlio Egrejas (Arquivo Pessoal)
Júlio Egrejas

Júlio Egrejas nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 1975, é membro do Sodalício de Vida Cristã desde 1993. Desde 2012 mora em Petrópolis, e participa do Movimento de Vida Cristã, onde realiza diversos serviços de evangelização e formação Cristã, com destaque para o Curso Católico de Oração e Espiritualidade. Atualmente está terminando a dissertação em vistas ao Mestrado em Direito Canônico.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jovens de Maria, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.