Por Laura Galvão Em Notícias Atualizada em 29 JUL 2019 - 15H58

Batman e amigos visitam o Santuário Nacional de Aparecida

Você leu certinho! É isso mesmo, o Batman e outros amigos visitaram o Santuário Nacional de Aparecida nesta terça-feira (9). O motivo? Pagar uma promessa pra Nossa Senhora! Vem cá, que a gente te explica!

Na verdade, o Batman, a Luna Lovegood e o Mário Bros se chamam Luís Claudio, Marina Silva e Jair Rodrigues. Eles são cosplayers (pessoas que se vestem de personagens de ficção), cosmakers (que fazem suas próprias fantasias) e jovens católicos e devotos de Nossa Senhora Aparecida.

O Batman, como assim gosta de ser chamado, foi quem incentivou a peregrinação dos famosos personagens ao Santuário de Aparecida. Ele havia feito uma promessa a Nossa Senhora relacionada ao bom andamento de sua empresa de animação de festas e também pela saúde de um de seus filhos.

Ele conta que, além de terem a arte do cosplay como trabalho, eles também usam desse talento para fazer o bem e organizam diversas ações sociais.

“Criamos o projeto ‘Amigos do Batman’ em que participam vários amigos nossos que fazem cosplay e assim assistimos várias instituições. Como por exemplo, a campanha de doação de sangue para o Hemonúcleo de Taubaté (SP), visitamos asilos, acompanhamos a HAPET (projeto educacional para crianças carentes) e, com muita oração, graças a Deus e a Nossa Senhora, conseguimos agora uma abertura dos hospitais”, conta Luís Claudio.

Já Marina Silva explica que desde criança gostava de se vestir de personagens e que quando conheceu o universo cosplay se apaixonou e encontrou sentido em tudo aquilo que fazia.

“Eu sempre tive essa vontade de ajudar as pessoas, desde quando fazia parte do grupo de jovens lá na Catedral de Taubaté (SP). Quando percebi que o cosplay era uma habilidade que eu tinha, resolvi começar a fazer o bem por meio dele. Além dessas ações sociais, também ajudo uma instituição de animais abandonados em minha cidade. E hoje vim agradecer a Nossa Senhora. Eu sempre fui muito devota dela e aprendi essa devoção com a minha avó. Ela faleceu no ano passado e estou muito emocionada de estar aqui”.

VENCENDO A DEPRESSÃO POR MEIO DO COSPLAY

Allan Ribeiro
Allan Ribeiro

“Minha psicóloga sempre me falava pra procurar algo de que eu gostasse e que me fizesse sair mais de casa. Aí eu encontrei o cosplay. Eu sempre fazia e tirava foto, mas um dia eu resolvi sair de casa e foi uma sensação maravilhosa. O cosplay salvou a minha vida”, relembra Jair Rodrigues.

O cosplayer do Mário Bros conta que conseguiu se curar da depressão por meio desse mundo de fantasias, que não fica só na imaginação, mas que tem gerado uma mudança no mundo real.

“É muito gratificante ver as crianças, para elas é como a realização de um sonho conhecer aquele personagem que ela tanto gosta. Mas, é engraçado que não é só criança que gosta. Uma vez eu me vesti de Thor e fiz uma festa de uma senhora de 60 anos! A gente dançou muito e curtiu bastante. Eu agradeço muito a Nossa Senhora Aparecida que me deu essa luz de começar a fazer cosplay e poder mudar também a vida das pessoas”.

:: PopTube: Batman faz 80 anos! Relembre a trajetória do herói


2 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Laura Galvão, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.