Por Redação A12 Em Jumi

Palestra no Altar Central e Módulos com juventude marcam segundo dia do JUMI

COMO FOI A SEXTA-FEIRA

 

 



palestra e Módulos

O segundo dia do JUMI teve início com uma palestra ministrada pelo missionário redentorista e membro da Comissão de Juventude do Santuário, Padre Luiz Camilo Júnior, C.s.S.R. Ele esteve com a juventude no Altar Central, onde traçou aspectos importantes sobre Maria, como um coração que nos leva a Cristo e que nos ensina a fazer a vontade de Deus.

O Padre fez uma bonita reflexão sobre dores, medos, frustrações e o quanto Maria é capaz de restaurar o coração dos seus filhos. “Deus teve um diálogo de profundo amor e um projeto de vida. Maria mostra que estava revestida de coragem e muito amor quando disse o sim”, relembra.

Na reflexão, os jovens foram convidados a pensar que não foi fácil para Maria dizer sim a vontade Deus e também não é fácil para a juventude dizer o sim necessário hoje. “É preciso ter a capacidade de fazer do sonho de Deus, o nosso sonho”, afirma o Padre.

Padre Camilo lembra que muitas vezes a juventude é marcada pela realidade da dor e da cruz, da violência e das drogas e que o projeto do mundo, muitas vezes é muito mais forte, mas que é preciso coragem. “O medo faz você abandonar pessoas, projetos, família, mas nenhuma dor que o jovem possa enfrentar é capaz de destruir o projeto de Deus”.

Também foi abordado o aspecto de que não somos marcados só por projetos alegres e bonitos, porque também existem momentos de Cruz e quando vivemos a experiência da Cruz, podemos sentir que não vamos dar conta, mas por estar revestida de amor, Maria está pronta para ajudar. Por outro lado, o sacerdote também aborda que muitas vezes estamos lerdos em estender as mãos aqueles que necessitam de amor. “Nós desistimos muito fácil de amar, temos de perceber aquele que não é amado e aquele que vive a experiência da dor, pois cada gesto de amor que oferecemos ao mundo pode transformar vidas”.

O sacerdote também aproveitou para lançar perguntas, como: Eu carrego o amor de cristo em mim? Sou capaz de carregar o amor para com os outros? Caminho com Jesus por toda a vida?

Segundo padre Camilo, também existe o mundo das aparências onde as pessoas se preocupam mais com a cor do cabelo, a roupa, a marca do tênis, quando na verdade o que importa e o que fica é aquilo que o coração é capaz de guardar ou deixar no coração do outro. Em seguida, a juventude se deslocou até o Pátio das Palmeiras, local onde os módulos estão concentrados neste ano.

Da cidade de Piracaia (SP), o jovem Flávio Aparecido Oliveira, diz que participar com a juventude é um modo de celebrar os 300 anos de Aparecida. Também é o que mais o motivou a participar do evento. Ele conta que fará participação até o último momento.

No Módulo Jovens de Maria, o cantor Felipe Alcântara fez um testemunho de conversão, namoro e castidade e emocionou os jovens com sua experiência de encontro com Deus.

 

missa E VIA SACRA

A missa do segundo dia de JUMI foi presidida pelo diretor espiritual da juventude do Santuário Nacional, Padre Marcelo Magalhães, às 18h, no Altar Central. A celebração convidou os jovens a buscarem por um coração que saiba acolher a Palavra de Deus.

Na homilia, padre Camilo Junior, ressaltou que a juventude deve almejar um coração com terra boa para dar frutos que sejam capazes de alimentar a esperança, a paz e a igualdade. “Que possamos nesses dias, rezando com a juventude na Casa da Mãe Aparecida, pedirmos a Nossa Senhora que nos dê a graça de ter este coração”.

Ao término da celebração, os jovens foram convidados a contemplar os mistérios do calvário. Em procissão luminosa, a juventude caminhou da Casa da Mãe ao Morro do Cruzeiro em uma experiência de fé e aprofundamento. As meditações foram preparadas pela Fazenda Esperança em conjunto com a Comissão da Juventude do Santuário

 

ARENA ELETRÔNICA

Já às 22h roulou a Arena Eletrônica que recebeu os jovens no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho de Almeida. Dj Léo Guimarães, do Eletrocristo, comandou a noite tranzendo um remix dos principais nomes da música católica. A juventude balançou o esqueleto e pode aproveitar esse momento de convivência. A Arena Eletrônica reforçou essência de ser um jovem cristão, de viver as experiêncas propícias da juventude sem perder a essência da santidade.

Conversamos com a galera que estava na Arena, veja o que rolou:

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Jumi

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.