Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 15 JAN 2019 - 16H09

Anistia Internacional pede para novos governantes cuidarem do caso Marielle

Mídia NINJA
Mídia NINJA

Há exatos 10 meses foram mortos a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes. Até hoje o caso permanece sem solução e, por isso, a Anistia Internacional anunciou esta semana que reivindica o comprometimento público das autoridades do Rio de Janeiro com a solução para o crime.

Renata Neder, coordenadora de pesquisas da Anistia Internacional Brasil, fala sobre os impactos desta falta de informação e de resolução do caso de Marielle Franco:

“A cada dia que passa sem que o assassinato seja solucionado, é um dia a mais para que os defensores de direitos humanos, mulheres negras, jovens de favela, comunidade LGBT e todos aqueles que Marielle representava fiquem em risco, pois o assassinato de uma defensora dos direitos humanos não é apenas um ataque à pessoa. É também uma tentativa de gerar medo e silêncio. Por isso, é muito importante que a resposta do Estado seja uma investigação correta e que os responsáveis sejam levados à justiça.”

Confira a reportagem completa:


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.