Por Ivana Magda Em Notícias

Aprenda a tomar medicamentos corretamente

dicas_da_ivana_10_10

Tomar medicamentos misturados com bebidas alcoólicas, realmente pode cortar a eficácia medicamentosa. Quando os dois chegam no fígado, o órgão não sabe qual metabolizar primeiro. Como o álcool geralmente é consumido em maior quantidade, o fígado tenta metabolizá-lo primeiro e não concentra sua atividade na metabolização do remédio, por isso, acaba diminuindo a eficiência medicamentosa.

 

Uma simples refeição pode prejudicar a ação dos remédios. Alguns medicamentos necessitam de ambiente mais ácido, como o do estômago, para serem absorvidos com facilidade. Só que após as refeições, o órgão produz o suco gástrico, que pode tornar o local ácido demais e eliminar os efeitos medicamentosos. Deve-se seguir à risca as orientações do médico e da bula, pois alguns medicamentos devem ser ingeridos justamente após as refeições, esse é o caso dos medicamentos com a função de eliminar gordura.

 

Independentemente da natureza química, os medicamentos devem ser ingeridos com um copo cheio de água. Além de ajudar na dissolução, facilita a passagem pelo esôfago, evitando que fique entalado na garganta.

 

O leite pode prejudicar os efeitos de alguns remédios. Antibióticos feitos à base de tetraciclina, por exemplo, não devem ser ingeridos com a bebida, pois esse composto se liga e forma aglomerações com o cálcio, muito presente nesse alimento.

 

A mistura de remédios pode aumentar ou diminuir os efeitos terapêuticos de um ou de outro. Antiácidos, que são tomados junto com medicamentos que irritam o estômago, por exemplo, acabam diminuindo o efeito dos remédios, pois diminuem a absorção do princípio ativo, que geralmente tem pH ácido.

 

Antibióticos quando tomados junto com anticoncepcional podem cortar o efeito do contraceptivo. Os antibióticos modificam a flora intestinal e podem interferir na absorção e aproveitamento dos componentes hormonais das pílulas.

 

O modo correto de tomar sal de frutas é esperar que seja totalmente dissolvido na água, sem as bolhinhas, assim ele será aproveitado por completo.

 

Os antibióticos que têm horários determinados para ingestão, para serem eficientes, devem ser tomados no mesmo horário e ministrados em cada intervalo, que varia entre 6h, 12h e 24h, dependendo de cada medicamento.

 

Existem remédios que têm divisão própria no comprimido, o que indica que podem ser repartidos, não havendo comprometimento da dosagem medicamentosa. Mas os remédios que não têm essa divisão não devem ser cortados ao meio.

 

Para os cremes e as pomadas, que são facilmente removidos pela roupa ou por contato, o ideal é deixar que sejam absorvidos por 30 minutos antes de se vestir.

 

Fonte: Dr. Dráuzio Varella

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ivana Magda, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.