Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 15 SET 2020 - 13H59

6 consequências da crise da Covid-19 na saúde mental do trabalhador

Aline Alcantara/ Shutterstock
Aline Alcantara/ Shutterstock
Motoboy de máscara

Ouça o podcast ou, se preferir, leia:

Por mais que a orientação seja para ficarmos em casa, alguns tipos de emprego não tiveram esse luxo de poder se isolar e evitar contágios e infecções pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram um mapeamento de quais são as principais consequências da crise do coronavírus para a saúde mental do trabalhador.

“As pessoas em geral estão se sentindo mais fragilizadas e com medo, mesmo mantendo a rotina de empregado. Para nós que estamos nas organizações precisamos estar atentos a saúde mental dos trabalhadores”, afirma a coach e colunista do quadro “Seu Emprego”.

Esses são os pontos mais citados da pesquisa:

– existe um grande medo de se infectar com a Covid-19, de morrer, de perder pessoas queridas ou de ficar desempregado,

– há uma ansiedade por estar um longo tempo afastado do convívio com os amigos e familiares,

– estresse causado pela quantidade de informações erradas voltadas ao vírus e a infecção.

Ouça mais pontos apontados pela coach Juliana Albuquerque no podcast acima.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.