Notícias

Eleições: É verdade que o voto em branco vai para quem está ganhando?

Escrito por Rádio Aparecida

01 AGO 2022 - 14H48 (Atualizada em 16 AGO 2022 - 08H22)

Uma das características da Rádio Aparecida é a informação com credibilidade.

Em 2022, os brasileiros vão às urnas para escolher seus novos governantes e representantes legislativos, que definirão o futuro do país nos próximos 4 anos. 

O jornalismo da Rádio Aparecida quer ser parceiro da população, auxiliando no aprendizado de um eleitor consciente para que, nas urnas, reflita em um voto inteligente. 

Acompanhe, de agosto até outubro, uma série de podcasts diários que buscam prestar serviços e auxiliar nas escolhas que serão feitas em outubro:

Por que fazemos eleições?

Na democracia, o processo eleitoral serve para que nós eleitores possamos escolher determinados indivíduos para governarem ou legislarem. 

Quais cargos estão em disputa em 2022?

Neste ano, os eleitores que forem às urnas em 02 de outubro, terão de escolher um candidato como presidente da República, um governador, um senador, um deputado federal e um estadual ou distrital. 

Como me preparar para votar?

O eleitor se prepara para votar ao pesquisar sobre seu candidato. O Tribunal Superior Eleitoral lista que o eleitor deve conhecer a carreira dele e seu histórico de vida. É preciso analisar suas propostas, partidos e os financiadores de sua campanha. Por fim, é preciso verificar se suas promessas são viáveis.

Qual deve ser o papel do Cristão na eleição?

De acordo com o caderno "Encantar a Política", produzido por organismos da Igreja e apoiado pela CNBB, nenhum cristão pode permanecer alheio à tarefa de contribuir para que a sociedade se torne mais justa, solidária e fraterna. O Papa Francisco nos convida à participar ativamente. É compromisso de fé dedicar atenção à política, buscando resgatar a sua nobre vocação – singular expressão da caridade. 

O que é democracia?

A palavra "democracia" significa "governo em que o poder é exercido pelo povo", ou seja, somos nós quem escolhemos os ocupantes dos cargos como presidente, governador, prefeito entre outros. A democracia, nos permite ainda viver em um ambiente livre para expressarmos a nossa opinião através do diálogo de maneira saudável e respeitosa.

O que é representatividade?

Representatividade significa representar politicamente os interesses de determinado grupo, classe social ou de um povo. É uma competência atribuída a um indivíduo ou uma entidade (político, partido, sindicato, etc.). A representatividade política em um Estado moderno significa que a maioria da população elegeu um representante para tomar decisões “em nome do povo como um todo”. 

Como incentivar o debate político entre os jovens?

É fundamental que a comunidade escolar e os pais e responsáveis incentivem a participação e promovam a conscientização política. Aumentar a representação dos jovens nas casas legislativas também é importante. No período eleitoral, os candidatos podem motivar a participação ao transmitir ideias e propostas que possam envolver temas de interesse dos jovens. Além disso, a utilização da internet é uma alternativa para alcançar os mais novos.

O que faz um deputado estadual?

Os deputados estaduais atuam nas Assembleias Legislativas dos Estados e os distritais na Câmara Legislativa do Distrito Federal e tem como função apresentar projetos de lei, de decreto legislativo, de resolução, proposta de emenda à Constituição Estadual, emendas, alterações ou revigorar leis estaduais. Eles também são responsáveis por fiscalizar as contas do governo estadual.

O que faz um deputado federal?

A Constituição estabelece que um deputado federal tem como atribuição legislar e fiscalizar. Assim, esse parlamentar pode propor novas leis e sugerir a alteração ou revogação das já existentes. Cabe ainda aos deputados federais discutir e votar medidas provisórias, editadas pelo governo federal. Os integrantes da Câmara dos Deputados, juntamente com os senadores, votam o orçamento da União e fiscalizam a aplicação adequada dos recursos públicos.

O que faz um senador?

Senadores fazem parte do Legislativo, compondo com os deputados, o Congresso nacional. São responsáveis pela criação e debates de leis, além de fiscalizar o Governo Federal e aprovar projetos. Diferente dos deputados, senadores tem atribuições mais amplas e exclusivas, como fixar os limites para a dívida consolidada da União, estados e municípios. Além disso, cabe aos senadores e senadoras, a aprovação dos nomes de diretores de Agências Reguladoras, dos ministros do STF, procurador-geral da República, embaixadores diretores do Banco Central. São os senadores e senadoras que processam e julgam o Presidente da República nos crimes de responsabilidade. Senadores são eleitos para mandato de oito anos, sendo que, a cada quatro anos, há eleição, promovendo uma renovação parcial das cadeiras.

O que faz o governador?

O governador é aquele que ocupa o maior cargo dentro de um estado. Ele é o responsável por administrar, organizar e garantir desenvolvimento e segurança dentro da unidade federativa. Ele tem o poder de criar leis ou vetar projetos da Assembleia Legislativa. O governador também deve atuar junto ao Governo Federal apresentando as necessidades do seu estado.

O que faz o presidente?

O presidente da República é a autoridade máxima do país e também o chefe do Executivo. Como o Brasil é uma república presidencialista, o presidente é tanto chefe de governo como chefe de Estado. No país, a presidência tem mandato de quatro anos, que pode se estender por mais quatro em caso de reeleição e a pessoa que a ocupa é escolhida pelo voto popular.

Por que existe primeiro e segundo turno?

Para eleger cargos do poder executivo, ou seja, governadores e presidente: o candidato precisa ter mais da metade dos votos válidos para vencer. Ou seja, 50% mais um voto. Se nenhum candidato alcançar esse percentual, os dois mais votados vão para o segundo turno. No caso dos cargos legislativos, para deputado e senador, vale o critério propocional, que é a divisão de cadeiras disponíveis pelos partidos políticos e candidatos mais votados. E não há segundo turno. 

Por que o voto é obrigatório?

A Constituição Federal prevê o voto obrigatório para todo cidadão, nato ou naturalizado, alfabetizado, com idade entre 18 e 70 anos. Para os jovens com 16 e 17 anos, pessoas com 70 anos ou mais e analfabetos o voto é facultativo. O voto é obrigatório para que cada um possa exercer sua cidadania e fortaleça a democracia brasileira, já que é por ela que cada tem o direito de se manifestar.

Voto nulo anula a eleição?

Voto nulo não anula a eleição. Os votos nulos e brancos não entram na contagem dos votos. Eles servem apenas para fins estatísticos e não interferem no resultado de uma eleição. Vale lembrar que o voto branco ocorre quando o eleitor pressiona o botão branco na urna e depois confirma e o voto nulo é quando o eleitor digita uma sequência de números que não concorda com nenhum candidato.

É verdade que o voto em branco vai para quem está ganhando?

Não. Isso não é verdade. O voto branco, por exemplo, ocorre quando o eleitor pressiona o botão “branco” na urna e depois confirma. E também não, ele não vai para legenda, ou seja, para o partido. Assim como os votos nulos, os brancos não são considerados votos válidos. Qual a diferença do branco para o nulo? Só questão de estatística, já que são computados separadamente, e a forma como o voto é registrado na urna.

:: Acompanhe diariamente pílulas sobre eleições!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.