Por Rádio Aparecida Em Notícias Atualizada em 13 FEV 2020 - 15H39

Presidente da CNBB fala sobre acolhida da exortação “Querida Amazônia”

Polyana Gonzaga
Polyana Gonzaga


Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

“Querida Amazônia” é o título da exortação apostólica pós-sinodal, escrita pelo Papa Francisco e apresentada pelo Vaticano nesta quarta-feira, como uma resposta do Santo Padre ao Sínodo para a região Pan-Amazônica, realizado em outubro do ano passado, em Roma.

O documento traz referências às conferências episcopais dos países amazônicos, mas também a poesias de autores ligados à Amazônia. Nele, o Papa expressa quatro grandes sonhos para a Amazônia.

No Brasil, a Conferência Nacional dos Bispos e a Rede Eclesial Pan-Amazônica realizaram uma coletiva de imprensa para a apresentação da exortação. Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, falou como o episcopado brasileiro acolheu a publicação e destacou os sonhos do Papa Francisco para a Amazônia.

Dom Walmor enfatizou ainda sobre a experiência que o cristão é chamado a fazer através da exortação Querida Amazônia, e também sobre a confiança que se deve depositar no Papa Francisco, como homem escolhido por Deus, para guiar a Igreja neste tempo. Vamos ouvir!


Bolsonaro avalia trocar Onyx Lorenzoni por general

Akemi Nitahara (Agência Brasil)
Akemi Nitahara (Agência Brasil)


Ouça a reportagem ou, se preferir, leia:

🔊 Acompanhe o 'Notícias em 30' às 7h (1ª edição) e às 17h30 (2ª edição)

O presidente Jair Bolsonaro convidou o general Walter Braga Netto, atual Chefe do Estado-Maior do Exército e que comandou a intervenção no Rio de Janeiro em 2018, para o cargo de ministro da Casa Civil. Ele substitui Onyx Lorenzoni, que deve ser deslocado para o Ministério da Cidadania, hoje comandado por Osmar Terra.

A troca ocorre após reportagem do Estadão revelar que a pasta de Terra contratou uma empresa suspeita de ter sido usada como laranja para desviar R$ 50 milhões dos cofres públicos.

Antônio Carlos Mazzeo, cientista político da Unesp em Marília (SP) e professor do departamento de história da USP conversa conosco.

🔊 Gostou desse podcast? Compartilhe com os amigos!
Na parte superior da página (logo abaixo do título) clique no botão do WhatsApp ou das demais redes sociais.

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Rádio Aparecida, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.