Notícias

1º dia de JMJ: "é uma maneira de agradecer a Deus trabalhar como voluntário”

Escrito por Beatriz Nery

01 AGO 2023 - 10H12 (Atualizada em 02 AGO 2023 - 14H53)

Mário de Paula/Rádio Aparecida

A Jornada Mundial da Juventude em Lisboa tem início hoje (1). O Parque Eduardo VII, que durante a JMJ se chamará a Colina do Encontro, começa a ser tomado pelos peregrinos, pois a missa de abertura será realizada às 19h (horário de Portugal), e presidida pelo cardeal patriarca de Lisboa, Dom Manuel Clemente.

Além da presença dos peregrinos, são mais de 20 mil voluntários na JMJ. São pessoas vindas de diversas partes do mundo que dispõem de seu tempo para servir durante a Jornada Mundial da Juventude de Lisboa.

Mário de Paula conversou com Lucas Lélis, brasileiro de São Paulo (SP), voluntário pela primeira vez na JMJ. Ele chegou uma semana antes em Portugal para receber o treinamento e terá como responsabilidade a área da segurança.

“Existe uma preocupação quanto à segurança das pessoas e do Papa. Recebi um treinamento efetivo para sempre manter seguro o recinto, porque em qualquer momento pode acontecer algo e precisamos estar preparados para atender as pessoasTivemos também a sensibilidade de entender que vêm pessoas do mundo inteiro e com culturas diferentes e lidar com todas elas”.

:: Relembre a passagem da equipe da Rede Aparecida de Rádio 

Lucas foi peregrino na JMJ do Rio de Janeiro em 2013 e descreve como uma sensação impagável poder servir ao Papa e a Deus com seu tempo e disposição.

“É diferente porque como peregrino você só acompanha as atividades e como voluntário você vê como de fato acontecem as coisas, como é a preocupação, a preparação e o quanto as pessoas estão ansiosas para trabalhar. É emocionante, pois várias vezes durante a semana eu pensava: ‘eu estou aqui servindo as pessoas e também ao Papa e a Deus’”.

Acompanhe a entrada ao vivo com Mário de Paula, direto de Portugal:

A experiência de ser voluntário de uma Jornada Mundial da Juventude é entusiasmante. A portuguesa Inês exercerá pela primeira vez o papel de servir ao outro em seu país natal.

“Fez todo o sentido começar a minha missão de voluntária aqui dentro do meu país para seguir para outras jornadas. Vai ser um momento incrível de viver junto a estes peregrinos todos aqui em Lisboa”.

Belina é de Cabo Verde, na África, país que também fala português, e esta é sua primeira Jornada Mundial da Juventude.

“É uma aventura muito interessante fazer isso pela primeira vez. Para mim, é uma maneira de agradecer a Deus trabalhar como voluntária”.

:: Por que é importante espiritualmente se voluntariar?

Em clima de início da Jornada Mundial da Juventude, Mário de Paula encontrou duas brasileiras de Fortaleza (CE), a Suzi e a Mariana, que estão fazendo a experiência de peregrino pela primeira vez. Elas estavam na Colina do Encontro, no Parque Eduardo VII para se preparar para a celebração eucarística que será o pontapé inicial para a JMJ em Lisboa.

Confira a entrevista no Jornal Regional:

Neste primeiro dia de JMJ, houve uma coletiva de imprensa onde foram apresentados vários dados a respeito da organização geral do eventoJorge Messias, responsável pela logística do conjunto de dados da Jornada falou sobre a quantidade de peregrinos que estão até o momento aqui em Lisboa, que pode chegar a 200 mil, mas este número pode aumentar. Além disso, ele abordou sobre a alimentação oferecida a estas pessoas, com 1.800 estabelecimentos cadastrados para fornecer 2,7 milhões de refeições.

“Tudo isto não seria possível se não tivéssemos aqui um grande componente de voluntariado espalhados pelas ruas de Lisboa para auxiliar na acolhida e segurança dos peregrinos”.

Padre Nuno Amador, que faz parte da direção espiritual da JMJ destacou a novidade deste ano que são os encontros “rise up”, as catequeses com a presença de centenas de bispos em diversos locais de Lisboa.

“Estes momentos serão realizados de acordo com o método sinodal, dando aos jovens a possibilidade de em conjunto refletir e pensar alguns temas importantes que o Papa Francisco lançou para todos e aos jovens em particular. Os Evangelhos vão ser cruzados com os temas queridos do papa: ecologia integral, amizade social e a misericórdia e o amor de Deus por todos e os jovens vão ser desafiados a pensar essas realidades em conjunto”.

Por fim, a inclusão também é uma das prioridades da Jornada deste ano. Carmo Diniz, responsável por dar um direcionamento específico a esta questão afirmou como serão os cuidados para as pessoas portadoras de deficiência como surdos, cadeirantes e com visibilidade reduzida que vão participar deste encontro com o Papa Francisco.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0
Receba novidades

Cadastre seu e-mail e receba notícias diariamente

Parabéns, seu cadastro foi efetuado com sucesso!
Você deve receber nossas novidades em breve.

Ops, tivemos um possível erro no cadastro de seu e-mail.
Tente novamente por favor.

Tentar novamente
Facebook

Boleto

Carregando ...

Reportar erro!

Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou de uma informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Beatriz Nery, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Carregando ...