Espiritualidade

"O pão nosso de cada dia nos dai hoje"

Dante Ricardo Carrasco Aragón (Arquivo pessoal)

Escrito por Dante Aragón

12 JAN 2022 - 14H34 (Atualizada em 12 JAN 2022 - 15H14)

Sergey Tinyakov/ Shutterstock pão nosso, partilha, pão da vida (Sergey Tinyakov/ Shutterstock)

Esta é a petição central da oração do Pai Nosso. Nas três primeiras, vemos como o Reino se faz presente quando: santificamos Seu nome, cumprimos Sua vontade e somos obedientes. E nas três últimas vemos que o tema central consiste em acolher o perdão de Deus. E, para isso, temos que oferecer nosso próprio perdão.

Leia MaisOração em Libras | Pai NossoVoltando a esta petição central, vejamos que é Deus que oferece o Pão ao homem, pois é algo que nunca poderemos obter com as nossas próprias forças. Ao rezar esta oração do Pai Nosso, nós lhe pedimos este pão e esperamos por ele. 

O estudo da raiz desta frase é complexo. Uma das traduções latinas diz: Panem nostrum supersubstantialem da nobis hodie. Este supersubstantialem veio do grego Epiousium (Epi+Ousia: por cima de + substância).

Este pão supersubstancial, Orígenes o relaciona ao perpétuo, necessário, especial que é este Pão para nós. Pão que está para além do tempo, para além do quotidiano. Porém, é um Pão para o hoje, é o Pão que tem que vir, que vem de fato.

George Marcel/ Shutterstock
George Marcel/ Shutterstock

Este Pão Nosso de cada dia é o alimento que encontramos, também, no Discurso do Pão da Vida (Jo 6, 1-61), no qual encontramos a associação real entre o Senhor Jesus com o pão do Céu que será comido e sacramentado para os homens. Trata-se de uma dinâmica relacional de entrega e comunhão entre o Pai e o Filho. Vemos, assim, que é o Pai quem entrega o Filho para nós, e como Pão, como alimento. E vemos, em Jesus, o Filho, Aquele que só quer que se cumpra a vontade do Pai, pois esse é Seu alimento.

Leia MaisA ousadia do “Pai nosso”Finalmente, quero falar sobre a Eucaristia (Lc 22, 19-20), pois na lógica da Eucaristia encontramos a lógica da vida cristã: fazer-nos Pão para nossos irmãos; devemos ser Pão para os irmãos, ser motivo de vida para eles.

Espero que esta reflexão nos ajude quando formos dirigir-nos ao Pai, rezando com o próprio espírito do Filho a oração que Ele nos ensinou, de maneira especial quando o rezemos durante a Santa Missa, como preparação para receber esse pão nosso, o especial e necessário para nossa vida cristã.

Escrito por
Dante Ricardo Carrasco Aragón (Arquivo pessoal)
Dante Aragón

Dante Aragón, nasceu no Perú, é administrador, mestre em psicologia, especialista em antropologia cristã e participa do Movimento de Vida Cristã em Petrópolis (RJ), desde 2003

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.