Por João Antônio Johas Em Espiritualidade Atualizada em 25 SET 2017 - 11H32

Qual relação da Assunção de Nossa Senhora com Nossa Senhora da Glória?

Quando falamos da Assunção de Nossa Senhora e da celebração da solenidade de Nossa Senhora da Glória, estamos nos referindo a uma mesma realidade, mas acentuando diferentes aspectos. Na Assunção, recordamos de maneira especial que Maria, terminada sua caminhada na terra foi assunta aos céus em corpo e alma. Quando falamos de Nossa Senhora da Glória, por sua vez, acentuamos que lá no céu, Maria já participa da Glória de Deus em plenitude com seu corpo glorioso.

assuncao21_1

Imagem: Nossa Senhora da Assunção

A essa mesma realidade, ou seja, estar em comunhão plena com Deus em sua Glória, estamos chamados todos os cristãos. Mas quando olhamos para o que aconteceu com Maria vemos uma série de particularidades que exaltam ainda mais a Glória de Deus. De fato, Maria é a única criatura que, à semelhança do Senhor Jesus, subiu aos céus em corpo e alma e está atualmente com seu corpo glorioso. Todos as outras pessoas que no precederam na morte ainda estão esperando o dia em que o Senhor Jesus voltará para assim completar aquilo que professamos no credo: “Creio na ressurreição da carne”.

Uma diferença sutil, mas importante, é que Maria foi assunta, enquanto Jesus ascendeu ao céu. Ser assunta significa que alguém, nesse caso Deus, realizou essa Ascenção. Isso é importante porque nos mostra que Maria não subiu aos céus por suas próprias forças, mas pela Graça de Deus. De Jesus, por sua vez, dizemos que Ascendeu aos céus, o que manifesta mais uma vez seu poder divino. Todos nós, que somos criaturas de Deus, também somos salvos por meio de Jesus. É verdade que nossa colaboração é importante, mas por mais que nos esforçássemos, nunca chegaríamos ao céu por nossas próprias forças.

Enquanto peregrinamos nessa terra em direção à casa do Pai, experimentamos diversas dificuldades em nosso combate espiritual. Mas já podemos experimentar um pouco do que viveremos em plenitude lá no céu quando participamos da celebração Eucarística, ainda mais se estamos preparados para comungar do próprio Cristo que se faz pão para nos alimentar. Isso porque a meta é justamente essa união intima com Deus, sem que nós deixemos de ser quem realmente somos. Se passamos nos atentamos às Sagradas Escrituras, percebemos que em vários momentos Jesus mostra essa unidade com o Pai e Maria a mostra com Jesus. Essa unidade, no entanto, não dissolve o nosso ser, pelo contrário, o realiza da melhor forma que possamos imaginar. É nessa unidade que está a nossa felicidade.

nossa senhora da glória

Imagem: Nossa Senhora da Glóra

Olhando do céu por nós que caminhamos, Maria intercede para que tenhamos o olhar sempre colocado na meta. Quando celebramos Nossa Senhora da Glória somos convidados a, de maneira especial, não nos esquecer que esse mundo e tudo o que vivemos nele não são o fim do caminho, mas apenas o meio para chegar um dia a plena comunhão com Deus no céu. E que assim como Maria foi assunta aos céus por Deus, possamos nós também, cooperando com sua Graça, viver uma vida santa que irradie santidade.

.:: Rezando com Maria: Nossa Senhora da Glória

Escrito por
Irmão João Antônio Johas (Redação A12.com)
João Antônio Johas

Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Ir. João Antonio Johas, em Espiritualidade

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.