Por Redação A12 Em Igreja

Basílica na França exibe relíquia da Santa Túnica de Cristo

A chamada Santa Túnica de Cristo, uma relíquia venerada desde a Idade Média em Argenteuil, na França, foi exposta desde a Sexta-feira Santa e por um tempo de 16 dias na Basílica de Saint Denis. A exposição é realizada de modo extraordinário nesta ocasião, já que normalmente somente se realiza duas vezes a cada século, sendo a mais recente em 1984.

"A Túnica de Cristo foi o hábito que Jesus levou durante as últimas horas que precederam sua morte. É a vestimenta da instituição da Eucaristia, da agonia no Getsemaní, na prisão no Horto das Oliveiras, do comparecer diante do Sinédrio e diante de Pilatos e durante a subida à Via Sacra", explica a apresentação oficial da Ostentação.

"Tecida de cima até abaixo, a túnica de Cristo é chamada 'inconsútil', quer dizer, sem costura. Vestido na Via Sacra de Jesus Cristo, a Túnica recolheu o sangue de suas feridas. As primeiras comunidades cristãs a consideraram como uma relíquia de grande valor e o conservaram durante vários séculos no Oriente".

Dom Stanislas Lalanne, Bispo de Pontoise e "Custódio da Santa Túnica", estabeleceu a exposição pública por ocasião do Jubileu da Misericórdia, os 50 anos de fundação da Diocese e os 150 anos da construção da Basílica, segundo informou L'Osservatore Romano. A próxima ostentação ordinária ocorrerá no ano de 2034.

Segundo informou Catholic Culture calcula-se entre 150 mil e 200 mil o número de peregrinos que se esperam até o final da ostentação, no próximo dia 10 de abril. Na abertura da exposição pública pelo menos 100 agentes de polícia coordenarão os trabalhos de segurança para prevenir qualquer ataque cristão no templo.

A Túnica conservada na França é a mesma oferecida pela Imperatriz Irene de Constantinopla ao Imperador Carlos Magno no século IX, que por sua vez a doou ao Mosteiro de Argenteuil, onde sua filha Théodrade foi priora. A relíquia se conserva enrolada em um relicário especial. A veneração da relíquia inclui a passagem pela Porta Santa da Basílica e o aceso ao sacramento da Penitência a fim de ganhar as indulgências concedidas pelo Jubileu da Misericórdia.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Igreja

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.