Por Redação A12 Em Liturgia

Festa da Padroeira 2015: Não és para mim, ó mundo

Não és para mim, ó mundo, nem por ti eu viverei, pois que todo meu afeto a Jesus eu consagrei. Fiquei tão maravilhado de seu brilho e sua luz que nenhuma criatura o meu coração seduz; que nenhuma criatura o meu coração seduz.

Meu Jesus, ó bem amado, nada quero mais que a ti. Todo o ser eu te consagro; meu amor o tens aqui. Já não posso, ó bem supremo, sem o teu amor viver, pois com divinais cadeias vens meu coração prender; pois com divinais cadeias vens meu coração prender.

A minh’alma, ó minha vida, escapar-se não logrou, pois, enfim, por ti ferida, prisioneira eis que ficou. Eu bem sei que não sou digno de que ames a mim, Senhor; tu, porém, meu Deus, mereces que eu te ame e com ardor! Tu, porém, meu Deus, mereces que eu te ame e com ardor!

Letra/Música: Santo Afonso Maria de Ligório

 



 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Liturgia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.