Por Redentoristas Em Notícias Atualizada em 22 AGO 2018 - 11H58

Irmão Santana, missionário redentorista, falece aos 69 anos


O missionário redentorista Ir. Antônio Baltazar Sant’anna, ou Irmão Santana, como era conhecido na Vida Religiosa, faleceu nesta terça-feira (21), no Hospital HCor, em São Paulo, onde estava internado após uma cirurgia.

Há 13 anos, Irmão Santana se submeteu a uma cirurgia cardíaca para colocação de uma válvula no coração. No dia 16 de agosto foi submetido a uma nova cirurgia para substituição da válvula, mas seu quadro clínico agravou-se no pós-operatório.

Seu sepultamento será em Aparecida (SP), após a missa de corpo presente no Santuário Nacional. Irmão Santana tinha 69 anos de idade e 37 anos de vida religiosa.

Ir. Antônio Baltazar Sant’anna - Nasceu no município paulista de Guapiaçu, na região de São José do Rio Preto (SP), no dia 6 de janeiro de 1949. Era filho de Marcílio Eleotério Sant’anna e Geralda Coelho Sant’anna, e membro de uma família de oito irmãos.

Foi batizado no dia 26 de junho de 1949, na Paróquia São Sebastião, em Guapiaçu. Sentindo-se chamado à vida religiosa, com quase 20 anos de idade entrou para o Seminário São Geraldo, localizado na cidade de Potim (SP), em 20 de agosto de 1968.

Depois dos anos de formação, fez a sua Profissão Religiosa em 01 de fevereiro de 1975, no Jardim Paulistano, em São Paulo, continuando a residir nessa comunidade como religioso e ali cuidando dos serviços gerais e da manutenção da casa até 1983. No dia 1º de agosto de 1981, realizou sua Profissão Perpétua no Santuário Nacional de Aparecida.

Em sua vida e caminhada de religioso, residiu nas seguintes comunidades redentoristas da Província de São Paulo: De 1984 a 1987, residiu no Seminário São Geraldo, em Potim (SP), onde cuidava dos serviços gerais e atuava na manutenção da Rádio Aparecida. De 1988 a 1994, morou em Sacramento (MG), cuidando também dos serviços gerais do Educandário Santíssimo Redentor. De 1995 a 2004, voltou a morar na casa do Jardim Paulistano, em São Paulo, onde também atuava como motorista do Superior Provincial. De 2005 a 2007, viveu em Tietê (SP), na Casa de Noviciado Santa Teresinha. De 2007 a 2010, esteve em São João da Boa Vista (SP), mudando-se em 2011 para a cidade de Araraquara (SP), integrando a Comunidade Santa Cruz. Voltou em 2013 para a Casa de Potim, onde hoje está a Comunidade Redentorista Irmão Bento e, por fim, a partir de 2015, voltou para São Paulo e, morando na Casa Provincial, atuava como motorista do Superior Provincial.

Irmão Santana era daqueles religiosos da velha estirpe, sempre ocupado, gastando bem o seu tempo - era muito habilidoso no cuidado de nossas casas - como encanador, eletricista, fazendo compras e abastecendo as comunidades. Entendia de mecânica e vários outros ofícios, além de ser um ótimo motorista. E, sobretudo, nas horas livres ao cair da tarde, estava com o terço em suas mãos, pois era um homem que rezava muito.

Uma qualidade que não pode ser esquecida é a de ser o confeccionador dos rosários que serviam para compor o hábito dos confrades redentoristas da Província, de outras Unidades Redentoristas do Brasil e até mesmo da América Latina.

 “Servo bom e fiel, entra na alegria do seu Senhor”!

5 Comentários

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redentoristas, em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.