Código Personalizado
Revista de Aparecida

A Vocação além do "SIM": A vivência do chamado de Jesus

A plena realização do cristão presume o reconhecimento com a missão que lhe é oferecida por Cristo

Escrito por Victor Hugo Barros

07 JUL 2022 - 12H37 (Atualizada em 09 JAN 2023 - 14H37)

O ser humano é chamado por Deus desde sempre a descobrir Seu AmorEle fornece modos distintos para que a humanidade entre em sua bem-aventurança (CIC, 1). Esse grande chamado que ressoa na profundidade do coração chama-se vocação, que se manifesta de várias maneiras, dentre as quais a vida religiosa e a catequese.

A Igreja se manifesta como Esposa do Salvador por meio dos que são chamados para a vida religiosa (CIC, 926). Ir. Maria de Lourdes Araújo, Missionária Scalabriniana, enfatiza a importância de dar um passo a mais.  Além disso, ela esclarece que a natureza das vocações parte dos dons que Deus dá gratuitamente aos seus filhos. “É colocar minha vida a serviço dele, a serviço das pessoas. Colocar tudo o que eu tenho (...) a serviço dele através do carisma que nós temos.”

“Hoje em dia, as vocações diminuíram, não porque Deus não continua chamando, mas porque as pessoas continuam não ouvindo e não respondendo. (...) Todos somos vocacionados. A vocação e a santidade são comuns para todas as pessoas.” Ir. Maria de Lourdes Araújo, Missionária Scalabriniana

A oração cristã se manifesta em melodias, palavras, imagens, gestos etc. (CIC, 2663). O ensino do sentido dessas formas para o povo de Deus parte dos catequistas. Guilhermina Silvério Mendes de Carvalho, 65, de Aparecida (SP), que é catequista há 30 anos, enfatiza que a resposta ao chamado de Deus é um compromisso com o próprio batismo. “É uma alegria mostrar esse rosto de Jesus, que deu a vida por cada um de nós.” Ela, que coordenou por muitos anos a catequese da Arquidiocese de Aparecida e continua a ser catequista na Paróquia São Roque, alerta para a importância da vocação catequética. “As crianças são o futuro da nossa Igreja. (...) Os jovens sentem muita sede de Deus e infelizmente a gente não tem o número suficiente de catequistas.”

Do mesmo modo que Jesus disse ao publicano: “Segue-me” (Lucas 5,27), os cristãos nunca deixam de ter seus nomes chamados a colocarem à disposição suas capacidades por Aquele que não só nos mostra o caminho, é o Caminho. As diversas formas que Ele apresenta a seus filhos têm somente uma finalidade: o Seu próprio Amor.

Assista o vídeo abaixo e veja o testemunho do Pe. Jadir Teixeira da Silva, C.Ss.R., e Ricardo Miranda Rodrigues, que explicam como a intimidade com Deus mostrou a eles os chamados às vidas religiosa e familiar.

A Revista de Aparecida é um presente exclusivo para aqueles que fazem parte da Família dos Devotos.

Clique aqui e venha para a Família de Nossa Senhora.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Victor Hugo Barros, em Revista de Aparecida

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.

Bem vindo!


Para completar seu cadastro, por favor, verifique seu e-mail e defina sua senha.
Caso não encontre o e-mail na sua caixa de entrada, por favor, verifique na caixa de SPAM/TRASH/LIXO ELETRÔNICO.