Por Jornal Santuário Em Artigos

Liberte-se para começar tudo de novo

Temos tido um avanço significativo no uso da tecnologia para praticamente qualquer coisa da vida cotidiana. Cada indivíduo tem seu próprio mundo na palma de sua mão. A vida é armazenada em uma memória tecnológica: fotos, documentos, vídeos, trabalhos de uma geração inteira, relacionamentos, negócios, evidências e tudo o que se pode imaginar.

Shutterstock
Shutterstock
Autocontrole significa muito em nossa vida. Ele lhe permite livrar-se de situações tóxicas



Aplicativos ensinam a cozinhar; ensinam a fazer atividade física; algoritmos nos mostram produtos, filmes, pessoas, qualquer coisa que possa nos interessar, de acordo com os rastros que deixamos na rede. A internet sabe mais de nós do que nós mesmos sabemos. E não causa espanto em ninguém que um aplicativo mostre o amor de sua vida ou que a internet de forma geral nos conheça tão bem, e que as publicidades sejam sempre sobre algo que realmente nos interessa.

➕ artigos do Jornal Santuário

Claro, tecnologia e internet são muito úteis, um avanço para a ciência, medicina, educação e muitas outras áreas. Facilitam muito o dia a dia de todos nós... até certo ponto. Quando parece que nosso celular é uma extensão do nosso corpo, por exemplo, há algo muito errado com o uso da tecnologia. Quando o coração acelera ao som de um chat iniciado, em qualquer uma das redes sociais, também não está normal. Quando existe a preocupação de conseguir a melhor foto possível de um determinado momento e, ao fim do dia, percebe-se que se tirou mais fotos do que proveito da ocasião, nem precisa dizer, não é?

Para praticamente tudo, sempre ouvimos que, mesmo sendo algo bom, em excesso faz mal. Água, por exemplo, é extremamente saudável, mas acredite, em excesso pode levar a complicações sérias na saúde ou mesmo à morte. Poderia citar outras coisas, mas temos o Google à disposição; pesquise algo como “verduras em excesso”, para ver o que encontra. Depois se pergunte: se água e verduras (em excesso) fazem mal, aparelhos eletrônicos e internet também não devem fazer? Aproveite e pesquise isso também, quem sabe cai a ficha.

:: Infeliz ano velho, adeus ano novo

:: É preciso ser diferente!

Autocontrole significa muito em nossa vida. Parece besteira, mas não é. Ele lhe permite livrar-se de situações tóxicas. É seu lado racional do cérebro lhe dizendo que aquilo já é demais. É muito difícil quando já existe uma dependência, mas em algum momento é necessário voltar a controlar sua própria vida, em vez de pautá-la em um eletrônico e os sons das notificações. Livrar-se disso é saúde, viver sem isso – em excesso – é bem-estar. Quem quer ser controlado? Quem quer ser dependente de algo? A liberdade é uma dádiva. Então, por qual razão abrimos mão disso por coisas que deveriam servir a nós, e não o contrário?

Meu desejo para você, em 2019, é a liberdade. Liberdade plena, aquela que satisfaz a essência do ser, criado por Deus em liberdade. Desejo que todos consigam desenvolver a capacidade de livrar-se de coisas tóxicas, de vícios... Que todos possam ter autonomia na própria vida.

Caiene Cassoli
Autora do livro “O poder de mudar hábitos”
Editora Ideias e Letras

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Jornal Santuário, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.