Por Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário Em Artigos Atualizada em 11 DEZ 2019 - 14H55

Qual a origem da oração “Ave-Maria”?

PongMoji/ Shutterstock
PongMoji/ Shutterstock


Vamos conversar um pouco sobre a oração da
Ave-Maria. Sabe que, neste tempo de Natal, em que contemplamos Jesus Menino no presépio, nos é também dada a oportunidade de venerar com mais fervor a mãe de Jesus, Maria! E nada mais bonito do que a homenagear por meio da oração. Nesse sentido, a “Ave-Maria” é uma oração bíblica maravilhosa que podemos rezar diante da mãe de Jesus.

Leia MaisEis aqui a serva do Senhor… Essa oração mariana faz parte da vida da Igreja, e confesso que não consegui descobrir exatamente quando foi que ela surgiu. Mas uma coisa é certa: sua primeira parte é profundamente bíblica. Repetimos as palavras do anjo Gabriel na hora da anunciação e as palavras de Isabel quando recebeu a visita de Maria. Basta abrirmos o Evangelho de São Lucas para encontrarmos ali as palavras iniciais da “Ave-Maria”. A outra parte foi composta pela tradição da Igreja e já transparece alguns dogmas marianos.

Destaque para o dogma da maternidade divina de Maria, pois ela é chamada de Mãe de Deus. Depois, na segunda parte, destaca-se a figura de Maria como intercessora de seu povo. Quando rezamos rogai por nós, estamos suplicando a Maria que conduza nossas preces até Jesus Cristo, Seu Filho e nosso Salvador. Esse seu mérito de interceder pelos sofredores também tem origem bíblica, pois, nas bodas de Caná da Galileia, Maria percebe a aflição dos noivos e suplica ao filho que os ajude.

Graças a sua intercessão, Jesus salva a festa de casamento. Desse modo, a “Ave-Maria” é a oração mariana por excelência, aprendida desde a mais tenra idade por todos os católicos que a amam. Todo bom católico deveria rezar pelo menos uma “Ave-Maria” todos os dias, para não dizer da beleza de rezar diariamente o terço em louvor a Nossa Senhora e a seu Filho Jesus.

Espero que você, depois desta conversa, aprenda a valorizar ainda mais a pessoa de Maria, cuja presença em nossa vida de fé é tão importante, e que sempre dediquemos tempo para repetir junto com o anjo Gabriel: “Ave, Maria, cheia de graça”. É isso!

Escrito por
Padre Evaldo César Souza, C.Ss.R, diretoria da Fundação Nossa Senhora Aparecida (FNSA) (TV Aparecida)
Pe. Evaldo César de Souza, C.Ss.R. - Jornal Santuário

Jornalista e missionário redentorista

1 Comentário

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Redação A12, em Artigos

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.