Por André Somensari Em Notícias Atualizada em 06 DEZ 2019 - 13H53

As festas de fim de ano e a importância da união nas famílias

Shutterstock
Shutterstock


Sempre que se aproxima o Natal e Réveillon, as pessoas tendem a ficar com os sentimentos mais aflorados, mais fraternas, exalando diversos sentimentos bons e sentindo a necessidade de estarem juntas e celebrarem.

Leia MaisSaiba a história do verdadeiro Papai Noel Papa escreve carta apostólica sobre o significado do presépioO Menino Jesus e o Papai NoelO mistério da encarnação de Jesus Esse é o momento para as pessoas refletirem e estreitarem mais os laços de amizade e amor, que, talvez durante o ano, não foram tão estreitos assim. No fim do ano, geralmente as pessoas fazem uma avaliação, uma revisão de vida, olham para aquilo que passou, analisando como viveram, aproveitaram cada momento e reagiram em cada situação. "E o fato de rever a vida, fazer esse exame de consciência faz as pessoas crescerem e melhorarem".

A capacidade de examinar-se, avaliar-se, com uma consciência crítica de si mesmo, faz o ser humano olhar a vida com mais cuidado, percebendo sua brevidade e sua finitude. Isso também o faz lembrar quem se foi e quem ficou. Nesse momento, começa-se a pensar melhor nos outros. "A passagem do ano é assim. O Natal contribui para isto: desenvolver uma sensibilidade maior e ter mais gratidão, afirma padre Reginaldo Carreira, sacerdote e escritor.

E quando falamos de famílias? Como estreitar os laços de união com nossos parentes? As festividades de fim de ano, em especial o Natal, por todo o simbolismo que essa data tem, tornam-se o momento ideal para união familiar“Nós todos temos uma preocupação muito grande com nossa família. Claro que o cristão tem um olhar para a família, por causa dos valores da família de Nazaré e da preocupação de viver o amor, a harmonia, o perdão, a paz e a justiça. Nas avaliações pessoais, pensamos e entendemos que a vida é muito frágil, passageira e que, às vezes, não demos importância a nossa família nem tivemos um cuidado maior com ela. Por isso as festas de fim de ano, em especial o Natal, por ser uma festa cristã por excelência, são importantes, pois nos traz em torno da mesa, da refeição, da convivência, da parceria e nos mostram a importância da unidade familiar, enfatiza o sacerdote.

Padre Reginaldo dá também alguns conselhos para que as famílias celebrem o Natal como cristãos.

“Que neste Natal cuidemos mais de nossa convivência, celebrando-o bem, com um momento de oração em família, na ceia. Que façamos a experiência de deixar o celular de lado e de nos esforçarmos para convivermos mais em família, porque celebrar o Natal de Jesus é celebrar alguém, que veio nos salvar e trazer paz e união. Que peçamos a bênção sobre nossas famílias, pois só temos nosso hoje para amar o irmão e amarmos uns aos outros. E Que vivamos a paz e o amor, que provêm do Natal”.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.