Por André Somensari Em Notícias Atualizada em 20 MAR 2019 - 16H03

Conheça a trajetória de Padre Catalfo, novo reitor do Santuário Nacional


Ivan Simas
Ivan Simas
Pe Carlos Eduardo Catalfo novo Reitor do Santuário Nacional de Aparecida

Padre Eduardo Catalfo é o novo Reitor do Santuário Nacional de Aparecida. Nasceu em São Paulo (SP) e tem 50 anos de idade. É sacerdote redentorista há mais de 22 anos, tendo ingressado no Seminário Redentorista Santo Afonso há 35 anos. É formado em Filosofia, Teologia e Jornalismo. Trabalhou como Pároco, Diretor no Seminário Maior Redentorista, Professor de Teologia e Diretor Editorial Adjunto na Editora Santuário. A equipe do Jornal Santuário conversou com Padre Eduardo:

Jornal Santuário de Aparecida - Quais foram seus maiores desafios pastorais como sacerdote redentorista?

Padre Eduardo Catalfo – De minha experiência pastoral e profissional, lembro-me com muito carinho e também de meus primeiros anos de sacerdócio, quando trabalhei como Diretor Editorial Adjunto da Editora Santuário. Foi nesse período (1996-2002) que trabalhei como Colaborador Pastoral na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

Leia MaisQuaresma é convite à solidariedade 7 pecados capitais globalizadosOs dois grandes desafios pastorais que me ajudaram muito foram experiências muito diferentes. Durante 3 anos (2008-2010), fui o Coordenador da Área Pastoral São Paulo, na favela Heliópolis, em São Paulo. Foi um período de muito amadurecimento pessoal para mim. Foi ali que eu aprendi com os pobres a vivenciar uma fé mais alegre e esperançosa. Meu último, e não menos desafiador trabalho pastoral, foi como Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, também na cidade de São Paulo (SP), entre 2012  e 2018.

Jornal Santuário - O que significa para os Missionários Redentoristas trabalhar no Santuário de Aparecida?

Padre Catalfo – Os Redentoristas da Província de São Paulo sempre se deixaram guiar pela devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Nosso grupo missionário nasceu e consolidou-se sob a proteção materna da Virgem Negra, que o povo brasileiro carinhosamente elegeu como Rainha e Padroeira.

Todos os Redentoristas da Província de São Paulo, de algum modo, são também responsáveis pela Devoção à Nossa Senhora Aparecida. Há quase 125 anos, os Missionários Redentoristas são os guardiões da pequena e tão querida Imagem da Senhora Aparecida. A comunidade que atualmente trabalha de maneira direta no Santuário é composta por 35 padres e irmãos.

JS - Quem são os principais parceiros dos Redentoristas nesta grande missão de zelar pelo Santuário?

Padre Catalfo – Em sintonia com Dom Orlando Brandes, nosso querido Arcebispo, o trabalho dos Redentoristas nesse Santuário é enriquecido com a ajuda de nossos colaboradores, oblatos, leigos e voluntários. Associadas a nós estão diversas congregações religiosas que, na cidade de Aparecida, anunciam conosco a alegria do Evangelho.

Mas os grandes colaboradores do Santuário são os Romeiros de Nossa Senhora e os membros da Família Campanha dos Devotos. O Santuário existe por causa deles, que incansavelmente nos ajudam a edificar este grande e acolhedor Santuário.

JS - Quais são os valores que estão associados ao culto à Mãe Aparecida?

Padre Catalfo - Na origem da devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida, está a fé de pobres e humildes pescadores. Olhando para a venerável imagem, aparecida nas águas do rio Paraíba do Sul, eles foram capazes de acolher o convite de Deus, que nos chama a construir um mundo melhor e mais feliz! O verdadeiro devoto de Maria sabe que é em Cristo que devemos buscar a razão de nossa Esperança. É n’Ele que a redenção se faz generosamente abundante.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Anterior
Próximo
Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por André Somensari , em Notícias

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.